Redes Facebook irá restabelecer grupo 'Mulheres Unidas Contra Bolsonaro', hackeado no sábado Hackers alteraram o nome da página para 'Mulheres COM Bolsonaro'

Por: Estado de Minas

Publicado em: 16/09/2018 16:03 Atualizado em: 16/09/2018 16:21

Foto; Reprodução/Facebook
Foto; Reprodução/Facebook
O Facebook está tomando providências contra os hackers que invadiram o grupo “Mulheres Unidas Contra Bolsonaro”. A empresa ainda prometeu restabelecer a página, já que foi temporariamente removida após a rede social detectar atividade suspeita. As informações são do site Catraca Livre.

O grupo “Mulheres Unidas Contra Bolsonaro”, que viralizou na última semana e conta com 2,2 milhões de integrantes,  teve o nome alterado para "Mulheres com Bolsonaro #17". 

Após o ocorrido, alguns homens foram adicionados ao grupo e comemoraram a situação. “Hackers desse meu Brasil! Amo vocês! O grupo Mulheres contra Bolsonaro, agora se chama, Mulheres COM Bolsonaro KKKKK”, diz uma das publicações. Através do perfil hackeado de uma das administradoras, ofensas aos membros do grupo foram feitas na página.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.