Distrito Federal PM resgata 60 cachorros vítimas de maus-tratos, dentro de gaiolas e caixas Os cães foram encontrados em um canil clandestino no fundo de um quintal em Sobradinho 2. Eles estavam presos em gaiolas e em caixas de madeira

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 22/08/2018 17:58 Atualizado em:

Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais
Sessenta cachorros foram resgatados de situação de maus-tratos em Sobradinho 2, no  Distrito Federal, nesta quarta-feira (22). Os cães estavam presos em gaiolas e caixas de madeira em um barraco de fundo de quintal no Setor de Chácaras da região. 

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) encontrou os cães em situações precárias e debilitados. Os bichos seriam destinados a venda. O dono dos animais assinou um termo de compromisso e não foi preso. Ele responderá em liberdade pelo crime de maus-tratos. 

Os cachorros passaram por tratamento veterinário e, em seguida, foram encaminhados para responsáveis cadastrados na Polícia Ambiental.

Dos 60 cachorros, 55 foram destinados a ONG Projeto Adoção São Francisco e cinco foram distribuídos entre outras pessoas registradas no cadastro da polícia. As raças dos animais eram pincher (27),  chiuauas (12),  pequinês (11), yorkshire (1), shih-tzu (6)  e  lhasa-apso (6).
 
As pessoas que aceitaram ficar com os bichos se comprometeram a comparecer a audiências de destinação e, se desejarem, podem ainda reivindicar a posse das novas companhias. 

Os animais que foram para a ONG São Francisco não estão disponíveis para adoção, pois seguem à disposição da Justiça. Eles serão encaminhados a lares temporários apenas para iniciarem ou continuarem seus tratamentos. 

Interessados em oferecer um lar provisório para os cãezinhos podem entrar em contato com a ONG, que também aceita doações de ração e dinheiro, pelo número (61) 98215-4751. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.