Prisão Integrante de quadrilha que furtou o Banco Central no Ceará é preso no DF Furto de mais de R$ 160 milhões foi considerado um dos maiores assaltos realizados no Brasil, em 2005. Esta não é a primeira vez que a Polícia Militar do DF prende o acusado. Ano passado, ele foi detido com armas e munições

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 14/08/2018 14:00 Atualizado em: 14/08/2018 14:03

Túnel usado para realizar o furto, em 2005 (foto: Tuno Vieira/Diario do Nordeste/Agencia O Globo)
Túnel usado para realizar o furto, em 2005 (foto: Tuno Vieira/Diario do Nordeste/Agencia O Globo)

A Polícia Militar do DF prendeu na madrugada desta terça-feira (14) um dos integrantes da quadrilha responsável por um dos maiores assaltos do Brasil, o furto ao Banco Central de Fortaleza, cometido em 2005. O crime foi extremamente planejado e os bandidos levaram cerca de R$ 164 milhões dos cofres públicos, o equivalente a 3,5 toneladas de notas. O preso foi uma das cerca de 30 pessoas que participaram do furto.

O homem tem 36 anos e foi detido na porta de casa, no Paranoá, após dias de monitoramento à residência. A polícia havia recebido uma denúncia de que esse foragido se escondia naquela casa, na quadra 10 da cidade. Ao identificar o homem saindo de bicicleta, o abordou e confirmou a identidade do suspeito como um dos participantes do crime no Ceará. Na casa do preso foi encontrada ainda uma arma de fogo, calibre 380, com a documentação em dia. 

Esta não é a primeira vez que o suspeito é preso no Distrito Federal. De acordo com o major Michello Bueno, da comunicação social da Polícia Militar, o homem foi detido ano passado, em um condomínio do Paranoá, com seis armas e cerca de 1 mil munições. "Na época, encontramos indícios de que ele teria envolvimento com o assalto ao Banco Central de Fortaleza e repassamos as informações para a Polícia Federal. Um tempo depois, ele vendeu a casa e tivemos informações de que teria se mudado para Formosa (GO). Recentemente soubemos que ele havia voltado para o Paranoá e o prendemos hoje", resumiu.  
Relembre o caso

O furto ao banco ficou nacionalmente famoso devido a sua complexidade. Foram mais de 30 pessoas envolvidas na quadrilha que cometeu o crime, em ações cinematográficas e planejadas durante meses. Tudo começou em maio de 2005, quando os envolvidos alugaram uma casa a 80 metros do BC de Fortaleza e a transformaram em uma empresa de grama sintética para servir de fachada, assim, as escavações até o destino final não levantaram suspeitas.

Até agosto daquele ano, os bandidos cavaram um túnel de acesso ao banco, com ventiladores, iluminação e espaço necessário para levar os sacos de dinheiro. O furto aconteceu entre os dias 5 e 6, quando o BC estava fechado, e contou com a participação de mais de dez assaltantes, que levaram cerca de 3,5 toneladas de notas de dinheiro, uma quantia de mais de R$ 164 milhões. Até 2018, 13 anos depois do crime, 133 pessoas foram denunciadas como envolvidas no crime, e o Estado não recuperou nem metade do valor.  
Filme 

O filme tem no elenco Milhem Cortaz, Eriberto Leão, Hermila Guedes, Lima Duarte, Giulia Gam, Gero Camilo, Cassio Gabus Mendes, Tonico Pereira, Vinicius de Oliveira, Milton Gonçalves e Antonio Abujamra. O roteiro é de Renê Belmonte e a direção de Marcos Paulo.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.