estético Médico procurado por morte de paciente tem passagem por homicídio Denis Cesar Barros Furtado, que não tinha título de especialista na área, chegou a ser localizado pelos policiais em um shopping, mas conseguiu fugir

Por: AE

Publicado em: 17/07/2018 20:40 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook
O médico Denis Cesar Barros Furtado é procurado pela Polícia Civil do Rio, acusado pelo homicídio da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, que morreu durante um procedimento estético no apartamento do suspeito, na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense. Lilian morava em Cuiabá, em Mato Grosso, e viajou ao Rio para realizar a intervenção estética.

A paciente passou mal após o procedimento e foi levada a um hospital, na Barra da Tijuca, pelo próprio médico, acompanhado da mãe, da namorada e de uma secretária dele. Imagens de câmeras de segurança divulgadas pelo "RJTV", da TV Globo, mostram Lilian chegando ao hospital, num táxi, acompanhada do grupo. Conforme a filmagem, a paciente deu entrada por volta de 22h50 do sábado, dia 14.

Segundo o "RJTV", a família de Lilian foi surpreendida ao saber que o procedimento foi realizado no apartamento de Furtado. A paciente morreu na madrugada de domingo, horas depois de dar entrada no hospital.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.