Alerta Criança brinca com isqueiro e incendeia sua própria casa Caso aconteceu no Bairro Mantiqueira e Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar as chamas; ninguém ficou ferido

Por: Estado de Minas

Por: Gabriel Ronan

Publicado em: 09/07/2018 15:59 Atualizado em: 09/07/2018 15:50

Defesa Civil compareceu ao local para analisar as estruturas do imóvel. Foto: William Araújo/Norte Livre
Defesa Civil compareceu ao local para analisar as estruturas do imóvel. Foto: William Araújo/Norte Livre
Uma criança de três anos provocou um incêndio em uma residência em Venda Nova, Minas Gerais, na tarde desta segunda-feira. De acordo com a tenente Valquíria Coelho, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), um quarto da casa ficou inteiramente queimado, inclusive os móveis e eletrodomésticos. Ninguém ficou ferido.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a criança estava brincando com um isqueiro e teria colocado fogo em um colchão da casa. Segundo o tio da criança, Aílton Flaviano, moradores próximos à casa tentaram apagar o incêndio por conta própria, por meio de mangueiras. Entretanto, eles não obtiveram êxito e, por isso, o Corpo de Bombeiros foi acionado.

Chegando ao local, os bombeiros constataram que as chamas estavam altas, mas conseguiram extinguir as chamas. Após o rescaldo, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil compareceu ao local para analisar as estruturas do imóvel.

Apesar de não ser perita no assunto, a tenente Valquíria Coelho afirmou que, provavelmente, a estrutura do local está abalada. Segundo os moradores, o Corpo de Bombeiros demorou para comparecer ao lugar do acidente, fato que foi negado pela corporação. Na versão do órgão, o socorro chegou em 15 minutos.

O fato aconteceu a menos de um quilômetro do local exato do desabamento de um centro religioso, também no Bairro Mantiqueira, em maio deste ano. Na ocasião, o Corpo de Bombeiros resgatou oito pessoas feridas, que estavam dentro de um centro religioso.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.