E MAIS 17 CASOS SUSPEITOS Secretaria da Saúde confirma dois casos de sarampo no Rio A proteção contra o sarampo faz parte das vacinas Tríplice Viral e Tetra Viral, disponíveis conforme calendário de vacinação do Ministério da Saúde para crianças entre 12 e 15 meses

Por: Agência Estado

Publicado em: 09/07/2018 13:50 Atualizado em:

Zé Gotinha, um dos símbolos da vacinação contra poliomelite e sarampo
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Zé Gotinha, um dos símbolos da vacinação contra poliomelite e sarampo Foto: José Cruz/ Agência Brasil
A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou nesta segunda-feira (9) a ocorrência de dois casos de sarampo no Rio de Janeiro. As amostras foram analisadas pela Fiocruz, laboratório de referência do Ministério da Saúde. Desde a primeira suspeita da circulação de sarampo, a SES e a Secretária Municipal de Saúde do Rio de Janeiro têm trabalhado em parceria. Pelo menos 17 casos suspeitos estão sendo investigados.

No dia 3 de julho, a Secretaria Municipal de Saúde realizou ação de vacinação de bloqueio no campus da Faculdade de Direito da UFRJ, onde estudam as pacientes que tiveram os casos confirmados e em parceria com a SES tomou uma série de medidas de prevenção e análise dos casos. 

A proteção contra o sarampo faz parte das vacinas Tríplice Viral e Tetra Viral, disponíveis conforme calendário de vacinação do Ministério da Saúde para crianças entre 12 e 15 meses. A cobertura vacinal contra a doença para crianças de 1 ano no estado é de 95%. 

Devem ser vacinadas as crianças de até um ano e adultos de até 49 anos que não tenham sido imunizados. Aqueles que tomaram as duas doses da vacina não precisam tomar nova dose.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.