Neste sábado Parque do Povo em Campina Grande sofre incêndio Bombeiros passaram a madrugada trabalhando na operação de rescaldo. Duas pessoas se feriraram

Publicado em: 01/07/2018 12:41 Atualizado em: 01/07/2018 15:35

Foto:Reprodução/Internet
Foto:Reprodução/Internet

Por pouco, o São João de Campina Grande não terminou em tragédia na noite deste sábado (30). Um incêndio atingiu 24 barracas do Parque do Povo, ponto tradicional dos festejos juninos na cidade paraibana. O fogo teria sido provocado durante uma troca de botijão de gás. As chamas se alastraram rapidamente. Duas pessoas ficaram feridas. Câmaras do circuito de segurança do parque captaram as imagens do incêndio, que devido a proporção demorou para ser controlado. Por conta do episódio, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, cancelou a festa programada para a noite deste sábado. Iriam se apresentar no palco principal os cantores Amazan, Rapha Melo, Forró da Barka e Anive Vinny.

O Corpo de Bombeiros ainda está trabalhando na operação de rescaldo neste domingo (1º). As duas pessoas atingidas pelo incêndio, uma mulher de 46 anos, e um homem de 33, foram atendidas no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. O homem sofreu queimadura no braço e a mulher teria inalado bastante fumaça. Um total de 15 bombeiros civis e 35 bombeiros militares trabalharam na ocorrência. Neste domingo, está previsto apresentação de Gustavo Lima. 

Em nota, a Aliança, empresa que organiza o evento, garantiu que dará continuidade ao eventos nos próximos dias, a partir deste domingo (1º), com show de Gusttavo Lima. A empresa informou ainda que assume o compromisso de prestar todo o apoio necessário aos comerciantes que tiveram suas estruturas danificadas.

A Associação dos Comerciantes do Maior São João do Mundo informou que 24 barracas ficaram completamente destruídas, mas o fogo atingiu outras três unidades. Seis quiosques também foram danificados pelo fogo. 

A comandante regional do Corpo de Bombeiros em Campina Grande, tenente-coronel Josilene Tavares, esclareceu que o fogo teve início durante uma troca de um botijão de gás. O entregador da empresa de gás reconheceu que houve uma falha técnica no botijão. Segundo a oficial, havia uma chapa fria na barraca, mas não soube informar de onde partiu a faísca que iniciou o incêndio. O local do sinistro foi periciado e o laudo técnico deve ser divulgado em 30 dias. Só então, as causas do incêndio serão confirmadas. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.