Segurança Bope recebe veículos que passaram por manutenção pelo Exército A frota foi recuperada pelo 1º Batalhão Escola de Engenharia do Exército

Por: Agência Brasil

Publicado em: 29/06/2018 20:07 Atualizado em:

 (Foto: Fotos Públicas)
O Gabinete de Intervenção Federal das Forças Armadas na segurança pública do Rio de Janeiro entregou hoje (29), em mais uma ação emergencial, três veículos pesados de engenharia para o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

Os veículos já eram do Bope e foram recuperados pelo 1º Batalhão Escola de Engenharia do Exército, que realizou a manutenção de uma retroescavadeira, um caminhão Munck e um caminhão baú. As viaturas têm diferentes finalidades e são necessárias em situações para liberar acesso à população, retirada de barricadas e contêineres.

O comandante do Bope, tenente-coronel Alex Benevenuto, disse que o caminhão baú é utilizado para transportar material para isolar locais em que ocorra situações com reféns para facilitar o trabalho dos negociadores do batalhão com os sequestradores, mantendo longe a população, que pode desviar a atenção dos militares envolvidos em negociações.

O oficial disse ainda que o caminhão Munck ou caminhão guindaste é utilizado para instalar bases de Unidades de Polícia Pacificadora e colocar contêineres e outros equipamentos pesados dentro das comunidades, além de fazer também a manutenção das bases das UPPs.

Fuzis entregues à Polícia Civil
 
Ontem (28), os 60 fuzis apreendidos pela Polícia Civil no Aeroporto Internacional do Galeão em junho do ano passado foram entregues à corporação pelo Gabinete de Intervenção federal. A doação foi autorizada pela 8ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

As armas de grosso calibre passaram por testes no Batalhão de Manutenção e Suprimento do Exército para assegurar seu bom funcionamento.

De acordo com o delegado Rafael Willis, coordenador de fiscalização de armas e explosivos da Polícia Civil, “são fuzis novos e de excelente qualidade que, com certeza, ajudarão no combate à criminalidade e serão entregues às delegacias operacionais. Nossos policiais já conhecem bem esse tipo de armamento”, avaliou.

O coronel Roberto Itamar, porta-voz do Gabinete de Intervenção Federal, disse que dos 60 fuzis, 15 são do tipo AR-10 e os outros são modelo AK-47. “Esse poderio bélico vai ser usado na defesa do cidadão do Rio de Janeiro”.

As armas vieram de Miami, nos Estados Unidos, e foram encontradas por policiais civis em contêineres, onde haviam aquecedores para piscinas.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.