recompensa Disque Denúncia quer dados sobre morte de policiais no Rio São oferecidos R$ 5 mil em recompensa por informações que levem à identificação e prisão dos suspeitos de assassinar um agente da Polícia Federal aposentado e um policial civil

Por: Agência Brasil

Publicado em: 28/06/2018 09:01 Atualizado em:

Além de Policiais Federais e Civis, Policiais Militares vêm sendo mortos no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/Facebook Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro
Além de Policiais Federais e Civis, Policiais Militares vêm sendo mortos no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/Facebook Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro

O Disque Denúncia, serviço não governamental que trabalha em parceria com as polícias do Rio, está oferecendo R$ 5 mil em recompensa por informações que levem à identificação e prisão dos suspeitos de assassinar um agente da Polícia Federal aposentado e um policial civil.

O agente da Polícia Civil Eduardo Freire Pinto Guedes Filho foi morto durante uma tentativa de assalto no Engenho de Dentro, na zona norte, na manhã de ontem.

Ele estava de folga e voltava de um mercado quando foi abordado às 9h30 por um criminoso armado, que exigiu o seu cordão de ouro. Depois de discutir com o policial, o assaltante disparou três vezes contra a vítima. Eduardo foi levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, onde morreu.

Já o agente federal aposentado Luiz Carlos Dias foi assassinado na noite de terça-feira, também durante uma tentativa de assalto, enquanto fazia uma caminhada no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste. Ele foi abordado por criminosos que estavam em um carro, e se recusou a dar seus pertences. Ao tentar fugir, foi baleado nas costas.

Com essas duas mortes, o número de policiais assassinados este ano no estado chega a 72, dos quais 67 eram PMs, quatro eram policiais civis e um agente federal.

De acordo com o Disque Denúncia, também foram assassinados este ano três agentes penitenciários, três militares do Exército e um guarda municipal da cidade de Bom Jardim.

Quem tiver informações sobre os assassinatos pode entrar em contato com o Disque Denúncia pelo Whatsapp (21) 98849-6099; telefone (21) 2253-1177; inbox do Facebook e aplicativo Disque Denúncia RJ..


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.