• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Rio grande do Sul Falso cliente rouba quatro xis bacon e dois litros de refrigerante de motoboy Homem de 44 anos acabou detido pela Brigada Militar após ser perseguido pelo entregador de lanches. Ele era foragido da Justiça

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 17/04/2018 10:20 Atualizado em:

Atrapalhado com a reação inesperada do motoboy, que pilotava acompanhando os movimentos sua fuga, o assaltante entrou em uma farmácia para tentar despistar, mas foi preso. Foto: Reprodução/YouTube
Atrapalhado com a reação inesperada do motoboy, que pilotava acompanhando os movimentos sua fuga, o assaltante entrou em uma farmácia para tentar despistar, mas foi preso. Foto: Reprodução/YouTube

Em Nova Hamburgo, no Rio Grande do Sul, um motoboy foi assaltado por um cliente que roubou a encomenda que havia feito. O caso aconteceu no último sábado (14) a noite. O suposto cliente, de 44 anos, havia feito o pedido quatro xis bacon e uma garrafa de refrigerante de dois litros. No instante em que a compra foi receberia, ele anunciou o assalto. Para coagir o motoboy, o homem colocou uma das mãos debaixo da camiseta para fazer menção a uma arma.





Além desse recurso, o falso cliente portava um pedaço de madeira e outro de metal para ameaçar a vítima.  Os lanches não foram a única exigência do assaltante: ele obrigou o motoboy a entregar o dinheiro que portava. Para tentar escapar da ação, o motoboy subiu na moto e o assaltante jogou o refrigerante no chão e fugiu correndo em direção à BR-116. 

Atrapalhado com a reação inesperada do motoboy que pilotava acompanhando os movimentos sua fuga, o assaltante entrou em uma farmácia para tentar despistar a vítima. A Brigada Militar local foi acionada e o localizou,  efetuando a prisão, de acordo com o Jornal Nova Hamburgo. Além de ser indiciado pelo roubo, o homem estava foragido da Justiça. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.