• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Brasil Confusão após enterro do ciclista pernambucano Raul Aragão Amigos do ativista se desentenderam com motorista em rodovia de Brasília, após saírem da cerimônia

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 24/10/2017 20:36 Atualizado em: 24/10/2017 21:28

Pernambucano morava em Brasília, era estudante de Sociologia e ativista pela mobilidade urbana. Foto: Facebook/Rodas da Paz (Foto: Facebook/Rodas da Paz)
Pernambucano morava em Brasília, era estudante de Sociologia e ativista pela mobilidade urbana. Foto: Facebook/Rodas da Paz


Após o enterro do pernambucano Raul Aragão, que morreu atropelado no domingo (22), pedalando numa rodovia estadual de Brasília, ciclistas voltavam para casa quando iniciou-se uma confusão entre o grupo e um motorista, na rodovia 713 sul. De acordo com um dos amigos, que presenciou o momento, o motorista começou a agredí-los verbalmente e, em seguida, os mandou sair da pista. A discussão prosseguiu e o acusado jogou o carro em cima dos ciclistas. Ainda segundo ele, mais à frente, num giradouro, o motorista invadiu o canteiro da pista e tentou atropelar um dos rapazes.

O motorista é Tiago Marcel Canabarro, 38 anos, assessor orçamentário da Câmara dos Deputados. Ele ainda saiu do carro e ameaçou o grupo com um canivete. Enquanto a polícia não chegava, um bombeiro que passava pelo local tentava apaziguar os ânimos. Em filmagem feita por um integrante do grupo, foi mostrado que Tiago ameaçou os ciclistas e disse que deveria tê-los atropelado. Em entrevista ao DFTV, da Rede Globo, o assessor alegou que o motivo do descontrole foi a preocupação com sua filha, de pouco mais de um ano, que estava dentro do carro. Ele afirma que os ciclistas trancaram seu veículo e atiraram uma pedra no vidro do carro.

O caso

O ciclista e voluntário da ONG Rodas da Paz, Raul Aragão, 23 anos, morreu na manhã deste domingo (22) após ser atropelado por um carro. O acidente ocorreu na tarde de sábado (21), na 406/407 Norte. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital de Base de Brasília (HBDF), mas não resistiu aos ferimentos. O motorista do veículo envolvido no acidente, de 18 anos, prestou socorro à vítima e foi submetido ao teste do bafômetro, que deu negativo.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.