• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Adoção Vira-lata que invadiu casamento e deitou no véu da noiva é adotado por casal Comovida, noiva resolveu procurar pelo animal para adotá-lo. Com ajuda de uma amiga, ela o encontrou em um bairro nas redondezas de onde havia sido a cerimõnia

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/10/2017 11:56 Atualizado em: 11/10/2017 16:45

No dia da festa, os convidados do casal apelidaram o vira-lata de Snoop, então ela decidiu que esse continuaria sendo o nome dele. Foto: Marília Pieroni/Arquivo pessoal
No dia da festa, os convidados do casal apelidaram o vira-lata de Snoop, então ela decidiu que esse continuaria sendo o nome dele. Foto: Marília Pieroni/Arquivo pessoal

O cachorro vira-lata que havia invadido o casamento de Marília Pieroni e Matheus Martins, em Laranjal Paulista, São Paulo, foi adotado pelo casal que se encantou pela atitude do animal de ter deitado no véu da noiva durante a cerimônia.

Vira-lata invade casamento e deita no véu da noiva

Comovida, Marília resolveu procurar pelo animal para adotá-lo após o casamento. Com ajuda de uma amiga, ela o encontrou em um bairro nas redondezas de onde havia sido a cerimõnia. "Eu fiquei comovida com o que ele fez e como amo animais, resolvi adotar. Uma amiga me falou onde ele estava. Fomos até o local e encontramos ele perto do clube. Já colocamos coleira, comprei brinquedinho e o levamos para casa dos meus pais, pois moro em apartamento que não pode ter cachorro. Ele foi muito manso comigo, apesar de ter ficado um pouco assustado. Estou muito feliz e estou achando o máximo. Agora, o próximo passo é levá-lo ao veterinário e cuidar muito dele", declarou a noiva.

No dia da festa, os convidados do casal apelidaram o vira-lata de Snoop, então Marília decidiu que esse continuaria sendo o nome dele. Para ela, Snoop foi um de seus presentes de casamento. "Não sei se ele nos escolheu ou se, no final, fomos nós que o escolhemos. Só sei que quando veio para casa, parece que deu risada. Ele não parou de correr e está feliz. Foi um presente para  a gente".

Acontecimento inusitado foi registrado pelo fotógrafo Felipe Paludetto e compartilhado nas redes sociais com um relato do episódio em forma de crônica. Foto: Arquivo Pessoal/Felipe Paludetto
Acontecimento inusitado foi registrado pelo fotógrafo Felipe Paludetto e compartilhado nas redes sociais com um relato do episódio em forma de crônica. Foto: Arquivo Pessoal/Felipe Paludetto
Mesmo não podendo levar Snoop para a casa dela, Marília tem certeza que sua conexão com o animal é diferente e vai visitá-lo sempre. "Como moro pertinho da casa dos meus pais, vou sempre vir olhar ele. Ele é meu e parece que sabe disso, porque se aproxima de mim diferente", contou. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.