• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Conflitos Feirantes e guardas entram em confronto pelo 3º dia no centro de Fortaleza Desde domingo, 14, a prefeitura tenta desocupar a rua para dar início a uma reforma, mas enfrenta a resistência dos vendedores

Por: AE

Publicado em: 16/05/2017 12:27 Atualizado em:

Feirantes e agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Guarda Municipal de Fortaleza se enfrentaram na manhã desta terça-feira, 16, pelo terceiro dia consecutivo na Rua José Avelino, tradicional ponto de ambulantes que funciona nas imediações do Mercado Central. Desde domingo, 14, a prefeitura tenta desocupar a rua para dar início a uma reforma, mas enfrenta a resistência dos vendedores.

Nesta terça-feira, 16, o conflito ganhou contornos de praça de guerra, com agentes de segurança jogando gás lacrimogêneo e spray de pimenta nos manifestantes e estes revidando com rojões e queima de pneus na esquina com a Avenida Alberto Nepomuceno.

A prefeitura havia dado um prazo até o domingo de Dia da Mães para que os feirantes deixassem o local. Tombada em 2012 pela Secretaria de Turismo do Estado por fazer parte de área histórica, a Rua José Avelino tornou-se ponto de ambulantes que vendem principalmente confecções.

Em nota, a prefeitura de Fortaleza sustenta que sempre buscou dar tempo para que as soluções fossem viabilizadas pelos próprios comerciantes, "apesar de não ser papel do poder público garantir alternativas de espaços comerciais para pessoas que optam por esta atividade como alternativa de vida profissional".

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.