• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Fiscalização Anvisa suspende propaganda de alimento que promete prevenir tipos de câncer Segundo a Anvisa, não é permitido o uso de alegações terapêuticas em propagandas de alimentos

Por: Agência Brasil

Publicado em: 20/03/2017 15:12 Atualizado em:

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União suspende todas as propagandas e publicidades que atribuam propriedades terapêuticas, de saúde ou funcionais não autorizadas aos alimentos fabricados, distribuídos ou comercializados por Kaiser Intermediação de Negócios – Eireli.

De acordo com o texto, a empresa apresenta diversas propagandas e publicidades que atribuem propriedades terapêuticas, de saúde ou funcionais não autorizadas aos alimentos comercializados em sítios eletrônicos sob sua responsabilidade, tais como: ajudar a prevenir vários tipos de câncer; prevenir doenças do coração; retardar o envelhecimento; combater celulite e gordura; aumentar o desejo sexual; e auxiliar na prevenção e combate da impotência sexual.

A Anvisa informou que não é permitido o uso de alegações terapêuticas em propagandas de alimentos. Além disso, alegações de propriedades funcionais ou de saúde, segundo a agência, somente podem ser realizadas em alimentos registrados para este fim quando forem atendidas as diretrizes básicas para comprovação de propriedades funcionais ou de saúde estabelecidas na legislação pertinente.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.