• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Susto » Ventania derruba árvores centenárias do Jardim Botânico do Rio

Agência Brasil

Publicação: 03/09/2014 15:18 Atualização:

Seis árvores do Jardim Botânico do Rio de Janeiro foram derrubadas pela ventania desta madrugada. Segundo o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico, todas estavam saudáveis e foram arrancadas pela raiz devido à força do vento. Das seis, cinco eram antigas – centenárias ou quase. Entre elas estão um abricó-de-macaco, um pau-mulato, um cajá-mirim, uma palmeira macaúba e um juazeiro. A sexta perda foi um jatobá, ainda jovem.

A Curadoria de Coleções Vivas informou que tem mudas para repor as árvores perdidas e que algumas serão plantadas, no dia 23 de setembro, durante a comemoração pelo Dia da Árvore.

Em Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense, o vento forte provocou quedas de árvores em diversos pontos do município, assim como o destelhamento de uma casa na Nova Angra. As solicitações de atendimento à Defesa Civil e à Fundação de Parques e Jardins começaram às 4h50.

No Belém e Camorim Pequeno, foram registradas duas quedas de árvores sobre residências, porém, sem vítimas. Árvores caíram também na Estrada da Banqueta, Sapinhatuba 3 (BR-101), Estrada do Contorno e nas proximidades do Hotel Angra Inn. Na Estrada do Contorno, o trânsito está interrompido, devido à queda de uma árvore e de um poste de energia.

A Defesa Civil já havia informado aos cidadãos cadastrados no Programa Alerta e Alarme a possibilidade de rajadas de vento. A mensagem foi passada pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) à Defesa Civil, que segue com o monitoramento dos dados e atendendo aos chamados da população, por meio do número 199.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.