• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Segurança pública » Registros de roubos em julho crescem mais de 20% na capital paulista

Agência Brasil

Publicação: 25/08/2014 20:02 Atualização:

O número de roubos continua a subir em São Paulo. Segundo balanço divulgado hoje (25) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-SP), em julho foram registrados 13,69 mil casos na capital paulista, 20,3% a mais do que os 11,38 mil registrados no mesmo mês de 2013 - quase o mesmo patamar de crescimento, de 21% no mês anterior, em relação a junho do ano passado.

No estado, o número de roubos em julho subiu 12,62%, com 25,82 mil ocorrências, contra 22,93 mil verificadas em julho de 2013. Um pouco menor que o avanço de 14,7% em junho, comparado a igual mês do ano passado. Ao apresentar os números, o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, atribuiu a alta a uma conjuntura nacional. Segundo ele, “todos os estados registraram, desde o final de 2012, aumento de roubos”.

Ele destacou que parte do crescimento está relacionado à redução da subnotificação, depois que, no final de 2013, foi aberta a possibilidade de registrar boletins de ocorrência para roubos pela internet. Aumentou, portanto, o volume de notificações. Em todo o estado 41% dos roubos foram notificados eletronicamente, e na capital o índice chegou a 48%.

Entre as ações para combater a criminalidade, Grella destacou o fechamento de 55 desmanches de carros, desde que uma lei estadual regulamentou as atividades relativas ao comércio de autopeças usadas. “Ação que visa a interferir na economia do crime. Nós sabemos que os desmanches fomentam o crime. Tanto que 50% dos latrocínios têm vinculação com roubos e furtos de veículos”, destacou. O número de latrocínios caiu 35,5% no estado, foram 20 casos em julho, contra 31 no mesmo mês do ano passado.

O secretário citou ainda grandes operações contra o crime organizado nos últimos dias. “Na última semana realizamos várias operações contra facções criminosas, que resultaram na prisão de 76 pessoas. [Entre eles] dois líderes que tinham posição de destaque na facção criminosa”, enfatizou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.