• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro » PMs são baleados em tiroteio na Vila Cruzeiro

Agência Estado

Publicação: 25/08/2014 10:14 Atualização:

Dois policiais militares foram baleados na noite deste domingo, 24, em tiroteio com criminosos na Vila Cruzeiro, uma das comunidades do complexo da Penha, na zona norte do Rio, ocupado por Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs). Um dos agentes, um cabo, teria se ferido na perna; o outro, um soldado, foi atingido na barriga. Ambos não correm risco de morrer, segundo a PM.

O conjunto de favelas da Penha fica ao lado do complexo do Alemão; ambos foram ocupados juntos pelas Forças Armadas, em novembro de 2010, que posteriormente passaram o comando para a PM do Rio, por meio das UPPs.

Segundo a PM, os militares faziam patrulhamento por volta das 20h na divisa entre a Vila Cruzeiro e a Parque Proletário, outra comunidade da Penha. Os PMs teriam sido surpreendidos pelos tiros e responderam ao ataque. Os militares feridos foram encaminhados ao hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, e passam bem, de acordo com a polícia.

Confrontos

Ontem, mais um PM de UPP morreu no Rio: de folga, dois policiais da UPP da Mangueira foram atacados por uma dupla numa motocicleta em Irajá, na zona norte da cidade. O sargento Flávio Figueiredo Lordello morreu no local. O outro PM, não identificado, foi levado para o hospital; ainda não há informações sobre seu estado de saúde.

No Morro dos Macacos, em Vila Isabel, também na zona norte, dois PMs da UPP local foram recebidos a tiros quando faziam patrulhamento pela rua Senador Nabuco, que dá acesso à comunidade. O soldado Valter Andrade, de 29 anos, foi atingido na coxa, internado no Hospital Federal do Andaraí e seu estado é grave. O outro soldado foi atingido de raspão na cabeça e já recebeu alta.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.