• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Operação » Quatro mulheres acusadas de chefiar prostituição são presas em Brasília

Publicação: 23/08/2014 13:40 Atualização:

Uma operação contra exploração sexual prendeu quatro mulheres, na noite dessa sexta-feira (22/8), em Luziânia. Policiais civis de Goiás e Brasília cumpriram nove mandados de busca e apreensão em bares, hotéis e postos de gasolina. No Posto Machado, os investigadores encontraram duas adolescentes de 13 e 16 anos vendendo bebidas alcoólicas para caminhoneiros. Elas trabalhavam para uma idosa de 79 anos, suspeita de ser a cafetina do local.

A senhora e mais duas mulheres foram detidas na Operação Mangata por explorar os serviços sexuais de mulheres e adolescentes. Uma outra acabou detida por maus tratos. Duas permaneceram presas e as outras vão responder ao inquérito em liberdade.

De acordo com o os artigos 228 e 229 do Código Penal Brasileiro (CBP) é crime explorar finaceiramente os serviços sexuais de terceiros. Também vai preso quem manter casas de prostituição com intuito de ganhar dinheiro. As penas em ambos os casos variam de 2 a 5 anos. Já a exploração sexual infantil é considerado crime hediondo, cujo a pena varia de 4 a 10 anos de cadeia. Denúncias desse tipo podem ser direcionadas ao Disque 100. 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.