• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Preparação » Atletas treinam na UnB para os Jogos Olímpicos de 2016

Agência Brasil

Publicação: 14/08/2014 09:08 Atualização:

Atletas de saltos ornamentais de todo o país participam, na Universidade de Brasília (UnB), de uma série de treinamentos estratégicos para os Jogos Olímpicos de 2016. O 1° Training Camp, no Centro de Excelência em Saltos Ornamentais da UnB, começou na última quinta feira (7) e vai até o dia 18 deste mês. É a primeira vez que os atletas se reúnem em um evento como esse e o objetivo é se preparar para as Olimpíadas.

De acordo com Gabriel Serra, técnico do Centro de Excelência, a ideia do evento é que atletas que estejam participando sejam selecionados para 2016. “Todos eles têm condições de chegar, então é esse grupo que a gente está querendo unir mais, para poder achar os saltadores certos. Eles vão participar aqui de várias atividades, todo mundo treinando junto para montar bem um time para 2016”.

Durante a semana, os atletas fazem aulas de balé, preparação física mais específica e também podem praticar todos os dias, durante três horas, divididas pela manhã e a tarde, treinos específicos com os preparadores do Centro de Excelência. Os atletas têm ainda os treinos livres com seus técnicos. Além de participar de cursos, eles aproveitam o espaço do centro, considerado um dos melhores do país na modalidade.

Para o treinador Edmundo Real, que acompanha duas atletas da Paraíba, o evento está sendo importante pelo contato com outros profissionais, outros técnicos e outros atletas. ”A Austrália é hoje um dos primeiros países nos saltos ornamentais, com uma experiência, uma bagagem muito grande. Então, o conferencista responsável pela equipe australiana mostrou um trabalho muito bom que é feito com a equipe.
Estamos aproveitando ainda para treinar com todo o grupo brasileiro”, disse Real.

O atleta Renato Alcântara Trindade de Souza, 22 anos, chegou com a Associação Peneira Olímpica de Esporte, do Rio de Janeiro, para o Training Camp. “É a primeira vez que o Brasil tenta, nos saltos ornamentais, um trabalho como esse. Está ajudando muito a gente na parte técnica, na parte de preparação física e para a gente se conhecer melhor. Estamos com o objetivo único de representar o Brasil nas Olimpíadas e campeonatos posteriores”, disse.

Os atletas e os treinadores participaram, nos primeiros dias do Traning Camp, de um curso com a presença do técnico mexicano Chava Sobrino que, desde 1995, está à frente da seleção australiana de saltos na água. A seleção australiana de saltos ornamentais também esteve no evento, orientando os atletas brasileiros. O curso foi organizado pelo Ministério do Esporte e a Federação Brasileira, com a parceria da UnB.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.