• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Lamentos "Perdemos nosso chão", diz correligionário de Eduardo Campos

Por: Cláudia Ferreira - Esp. para o Diario de Pernambuco

Publicado em: 13/08/2014 16:27 Atualizado em:

Os lamentos e declarações de pesar continuam entre representantes da política de todo Brasil. A morte do ex-governador de Pernambuco e presidenciável, Eduardo Campos (PSB), chacoalhou o cenário socialista e deixou seus correliginários bastante abalados. O senador e candidato ao governo do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), se emocionou bastante ao lembrar da conversa que teve com Eduardo por telefone, logo após a entrevista do presidenciável no Jornal Nacional, na TV Globo.

"Nós conversamos sobre a entrevista. Eu disse que ele tinha se saído muito bem e ele se mostrou muito animado com a campanha e o rumo. Ele me perguntou também como estava o cenário da minha campanha em Brasília e uma das últimas frases que me disse foi 'se prepare, que você vai governar o Distrito Federal'", relata Rollemberg, sem conseguir conter o pranto.

A voz do deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS), que tenta vaga no Senado, embargou, seu estado ainda parecia ser de grande choque quando disse ainda não entender o que havia acontecido. "Perdemos nosso chão. Ele era o guia e norte do partido. Estávamos todos animados com a caminhada dele e com a coragem dele. Eduardo acendeu uma chama no Brasil e a chama que ele acendeu nós não vamos deixar se apagar", prometeu o deputado.

Com informações de Júlia Schiaffarino.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.