• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bebida » Anvisa estuda punição para PepsiCo por Toddynho com bactéria

Agência O Globo

Publicação: 13/08/2014 19:29 Atualização:

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou, nesta quarta-feira (13), que poderá punir a Pepsico, fabricante do achocolatado Toddynho, pela contaminação e comercialização de 8.910 unidades do produto fora dos padrões bacteriológicos exigidos pela legislação. O produto, fabricado no dia 2 de junho na unidade de Guarulhos (SP), foi distribuído na região metropolitana de Porto Alegre.

Representantes da indústria estiveram na sede da Anvisa, em Brasília, para explicar a contaminação. Segundo os representantes da empresa, o lote GRU L15 51 23:23, fabricado entre 23h04 e 23h46, foi entregue principalmente para as redes Walmart e Dia. Segundo a PepsiCo, cerca de duas mil unidades já foram recolhidas.

A empresa, de acordo com informação da Anvisa, poderá ser multada tanto pelo erro na produção quanto na distribuição do produto contaminado. Técnicos da agência reguladora farão uma inspeção na unidade de produção de Guarulhos para verificar as causas do problema sanitário com a bebida.

Na reunião, ficou acertado também que a empresa será responsável por uma campanha de informação pública em jornais e emissoras de rádio e televisão para alertar consumidores que tenham adquirido a bebida sobre os riscos de consumi-la. A campanha se estenderá até que todo o lote seja localizado e recolhido, tanto pela PepsiCo quanto pelos pontos de venda.

O achocolatado está contaminado com a bactéria Bacillus Cereus, que provoca intoxicação alimentar. A bactéria pode causar enjoos, vômitos e diarreia. Duas pessoas relataram problemas de saúde depois de ingerirem a bebida. A indústria informou que houve 20 reclamações no Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) sobre o Toddynho, seis delas relatando problemas gastrointestinais.

De acordo com a avaliação laboratorial feita pelo controle de qualidade da empresa, houve uma falha na vedação da conexão entre dois tubos, o que provocou a contaminação do produto por Bacillus cereus.

Em comunicado distribuído à imprensa na segunda-feira, a PepsiCo já reconhecia alteração nos padrões de controle de qualidade e erro na distribuição do lote, que estava bloqueado no centro de distribuição. A empresa também admitia ter havido falha no descarte do produto, que estava fora de especificação bacteriológica.

Segundo a Gerência de Inspeção e Controle de Riscos e Alimentos da Anvisa, a PepsiCo comunicou que houve um furo no tanque esterilizador durante a produção, no dia 3 de junho, que teria provocado a contaminação. Por telefone, a empresa esclareceu que destinou para descarte toda a produção do dia 3 de junho e também dos dias 2 e 4 daquele mês. Oficialmente, a empresa não confirmou a causa da contaminação.

A Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) recomendou a retora toda a produção do Toddynho, do dia 2 de junho, seja retirada dos pontos de venda.

De acordo com a Agas, as principais redes de supermercados do Rio Grande do Sul já não dispõem mais do produto à venda, mas os pequenos comércios ainda não foram alertados sobre o problema.

Segundo a PepsiCo, o lote que começou a ser recolhido representa menos de 0,5% do que é comercializado mensalmente no Rio Grande do Sul.

Os consumidores que adquiriram produtos do lote contaminado devem entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor para a substituição da bebida, sem custo. O contato também pode ser feito pelo 0800 703 2222 ou pelo sactoddynho@pepsico.com. O horário de atendimento telefônico do SAC é das 8h às 20h, de segunda a sexta, e das 8h às 14h aos sábados.

Em 2011, a fabricante já havia feito recall de 80 unidades do mesmo produto devido à presença de detergente na composição da bebida, fabricada também em Guarulhos e distribuída no Rio Grande do Sul. Na época, 32 ocorrências de intoxicação foram notificadas à Vigilância Sanitária gaúcha antes do recolhimento do produto.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.