• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Brasília » Bebê abandonado perto de ponto de ônibus pode ficar com a tia

Correio Braziliense

Publicação: 11/08/2014 11:00 Atualização:

O pai da jovem de 23 anos que abandonou a filha, em uma caixa de papelão, no Lago Norte, veio do Maranhão para o DF, acompanhar o caso. A garota está recolhida com a família, no Paranoá, depois de conseguir a soltura, na madrugada do último sábado. Ela havia sido detida no dia anterior, após a divulgação das imagens em que aparece andando próximo ao local onde a recém-nascida Aurora — como foi batizada pela equipe do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) — foi deixada. A expectativa da defesa da garota é entrar com pedido de retomada de guarda, a partir de amanhã, já que hoje é feriado na Justiça.

Um outro passo a ser tomado é tentar um encontro com o Conselho Tutelar, para que se verifique se há condições de a criança retornar aos cuidados da mãe biológica. “Se em um primeiro momento entendermos que é melhor que ela não fique com a criança, a tia está disposta a recebê-la”, conta o advogado Cristian Barreto. Ele destaca que a irmã da jovem tem residência fixa, é casada e pode fazer o acolhimento, para que a bebê não se afaste da família. A mãe está em recuperação, em razão de todo turbilhão que viveu nos últimos dias. “Ela está bastante fragilizada e, por isso, estamos fazendo tudo com calma, respeitando o tempo dela”, afirma.

Até por isso, a jovem só será acompanhada por um profissional de saúde a partir da metade da semana. O defensor explica que a moça foi assistida pela equipe do Instituto Médico-Legal, quando foi detida.

No Hran, ela foi examinada pelo setor de obstetrícia e recebeu prescrição para antibiótico. “Somente a partir de quarta-feira, estudamos levá-la para atendimento psicológico. Ela precisa, agora, ficar com a família”, ressalta. Barreto conta que a jovem foi bem recebida pela irmã e pelos demais familiares. “Como disse no dia da prisão, os medos dela eram irreais, não calcados em fatos reais. A família foi receptiva, os empregadores também”, explica. O estado de saúde de Aurora é bom e ela tem conseguido se alimentar, segundo a Secretaria de Saúde.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.