• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Inovação » Novo sistema da Finep agilizará análise de projetos de institutos de pesquisa

Agência Brasil

Publicação: 04/08/2014 20:08 Atualização:

A  Finep Inovação e Pesquisa, vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, lançou hoje (4), no Rio de Janeiro, um novo sistema de análise de  convênios com institutos de ciência e tecnologia (ICTs) de todo o país, chamado Finep 30 Dias Pesquisa. A metodologia é a mesma do Finep 30 Dias Inovação, voltado para empresas, que está em operação desde setembro de 2013.

Segundo  disse à Agência Brasil o diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Finep, Rodrigo Fonseca, o grande diferencial do novo sistema vai ser a execução e a agilidade. "Nós estamos falando em dar uma resposta rápida. Em 30 dias, eu vou dizer sim ou não para o projeto", garantiu. O sistema como um todo permite que se agilize não só a análise, mas também a contratação e a execução do convênio.

Rodrigo Fonseca disse que, atualmente, para quem faz convênios com o governo, há uma série de regras e restrições para liberar o dinheiro. A Finep, acrescentou, quer facilitar para as instituições a contratação e a execução do convênio, mantendo porém as regras. Nos últimos cinco anos, a agência contratou cerca de 70 projetos com a Universidade de São Paulo (USP) e com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Para cada contrato feito, foram exigidos pela Finep 14 documentos dessas instituições.

"Com uma medida simples, mantendo esses documentos no cadastro, cada vez que eu contratar as universidades, não preciso pedir os mesmos 14 documentos.  Isso é um estímulo que economiza  umas mil folhas só para essas duas instituições. Então, tem uma otimização, uma eficiência, com a mudança de metodologia e de processos, e utilizando ferramentas  de tecnologia da informação que estão disponíveis".

Os institutos de ciência e tecnologia terão prazo até dezembro deste ano para se cadastrarem e conhecer a metodologia do novo sistema. O antigo, o Portal do Cliente, ficará funcionando pelo menos durante um ano e meio, para que possam ser concluídos os projetos vigentes.  "Vai ter uma transmissão suave", explicou. Rodrigo Fonseca prevê que, a partir de novembro, a Finep comece a receber os projetos no novo método.

Até junho passado, o Finep 30 Dias Inovação, destinado a empresas, recebeu  370 projetos das 3.200 empresas cadastradas pelo sistema, totalizando demanda de R$ 24 bilhões. Nesse período, foram aprovados 144 projetos que, somados, atingem R$ 10,5 bilhões. Segundo informou a assessoria de imprensa da Finep, parte desses recursos já foi contratada e até liberada, mas a maior parcela está em fase de contratação.

Rodrigo Fonseca disse que no ano passado, foram recebidos pela agência de inovação em torno de 2 mil projetos, que resultaram em 500 contratos. A Finep trabalha hoje com 250 ICTs. Com o Finep 30 Dias Pesquisa, ele acredita que  aumentará não só o número de propostas apresentadas, mas também a qualidade dos projetos, com mais facilidade na execução e mais segurança no acompanhamento.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.