• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Minas Gerais » Expectativa pelo nascimento de gorilas cresce no Zoo de BH

Estado de Minas

Publicação: 04/08/2014 15:24 Atualização:

Para Lou Lou a estimativa do parto é no máximo para 17 de setembro. Foto da gorila na manhã desta segunda-feira. Foto: Suziane Fonseca
Para Lou Lou a estimativa do parto é no máximo para 17 de setembro. Foto da gorila na manhã desta segunda-feira. Foto: Suziane Fonseca

A expectativa para o nascimento dos novos filhotes do zoológico de Belo Horizonte é cada dia maior. Funcionários da Fundação Zoo-Botânica (FZBH) estão em contagem regressiva para a chegada dos gorilas de Lou Lou, de 10 anos, e Imbi, de 14, ambas grávidas do macho Leon, de 16. Lou Lou tem chances de dar à luz a qualquer momento, porque engravidou primeiro. Na manhã desta segunda-feira ela passeava barriguda e cansada pelo recinto reservado aos primatas. A área está monitorada 24 horas por câmeras que registram o comportamento das grávidas.

Os filhotes são aguardados pela comunidade internacional de atenção aos primatas, pois em 2013, apenas 28 gorilas da espécie, ameaçada de extinção, nasceram no mundo. Neste ano, foram oito até junho. O primeiro a nascer é o de Lou Lou e representa a primeira reprodução da espécie na América do Sul.

Não é possível assegurar a data exata dos nascimentos, pois os cálculos são feitos a partir do último cio e do provável dia da fecundação. Para Lou Lou a estimativa do parto é no máximo para 17 de setembro. Já no caso de Imbi, o parto pode acontecer de 5 de setembro a 23 de outubro. Lembrando que a gestação de gorilas dura de 237 a 285 dias, uma média de 255 dias ou cerca de oito meses e meio.

As duas gorilas estão levando uma gestação tranquila e o mais natural possível. A atenção dos funcionários está voltada para alimentação e cuidados com o recinto para que as fêmeas tenham conforto no momento do parto.

De acordo com a FZBH, nos minutos que antecedem o parto, a fêmea apresenta alguns sinais indicativos: alterna instantes de inquietação e de quietude, faz e desfaz o ninho, assume posturas diferentes, deita de barriga para baixo com as pernas para cima, produz leite, urina/defeca com mais frequência, mostra tensão muscular indicativa de contrações, apresenta respiração ofegante, acelerada ou desigual.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.