• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Religião » Inauguração de templo da Universal tem cortes de energia

Agência Estado

Publicação: 31/07/2014 20:54 Atualização:

A cerimônia de inauguração do Templo de Salomão, da Igreja Universal, no Brás, região central de São Paulo, começou com ao menos três cortes parciais de energia na área externa. A assessoria da Igreja Universal não soube informar o motivo.

O evento ocorre em meio a polêmicas em torno da regularidade dos alvarás de funcionamento do prédio, o que está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual. A Universal afirma que todos os documentos estão em ordem. A inauguração do templo para o público ainda não tem data, segundo a Universal.

O Templo de Salomão exigiu investimentos de R$ 680 milhões, com 100 mil metros quadrados de área construída. O evento é fechado para convidados e entre as autoridades presentes estão a presidente Dilma Rousseff (PT), o vice-presidente Michel Temer (PMDB), o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante (PT), o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho (PT), o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e o ex-prefeito e candidato a senador por São Paulo, Gilberto Kassab (PSD).

Na cerimônia está previsto um discurso do bispo Edir Macedo, fundador da Universal e dono da TV Record. Na fala do mestre de cerimônia, foram cumprimentadas as autoridades presentes, a imprensa que faz a cobertura e as equipes de televisão. Foram mencionadas as TVs Bandeirantes, SBT, Rede TV e a própria Record. A TV Globo, que tem equipes fazendo a cobertura, foi a única entre as grandes a não ser citada.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.