• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Segurança pública » Policias reclamam que corrupção interna é obstáculo para eficiência Quase todos os policiais também destacaram que os baixos salários (99%) e a formação e o treinamento deficientes (98,2%) tornam o trabalho nas ruas mais difícil

Correio Braziliense

Publicação: 30/07/2014 09:57 Atualização:

A corrupção é um dos obstáculos que mais atrapalham a eficiência da segurança pública no país, aponta pesquisa de opinião feita com 21.100 policiais, que será divulgada hoje. De acordo com o levantamento, 93,6% deles acreditam que práticas desvirtuadas comprometem o trabalho das corporações e, consequentemente, o serviço prestado à população. O estudo, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, pela Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas (FGV) e pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), ouviu, entre 30 de junho e no dia 18 deste mês, integrantes das polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal e do Corpo de Bombeiros. Quase todos os policiais também destacaram que os baixos salários (99%) e a formação e o treinamento deficientes (98,2%) tornam o trabalho nas ruas mais difícil.

O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Jones Leal, confirma que a corrupção é, de fato, algo que acontece, mas ressalta que a prática é realizada por poucos oficiais. “Na pesquisa, podemos ver como apenas uma pessoa corrupta pode atrapalhar milhares que estão trabalhando em uma investigação, simplesmente, vazando dados”, argumenta. Leal defende que mudanças sejam feitas na carreira dos policiais para que as práticas de corrupção sejam eliminadas.

A implantação de uma carreira única está entre as alterações desejadas pela maioria (62,1%) dos ouvidos na pesquisa. “Essa é uma maneira, inclusive, de acabar com as estruturas de corrupção. Fazer com que os policiais passem primeiro por uma base e possam ser promovidos a partir de critérios de meritocracia e não de determinações da hierarquia”, defende Jones Leal.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.