• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Parceria com Ministério da Saúde » Tecnologia: novo Ka vai chamar o Samu após acidente

Agência Estado

Publicação: 26/07/2014 10:42 Atualização:

A Ford lançou nesta sexta-feira (25), uma tecnologia inédita no País. O dispositivo batizado de "assistência de emergência" será introduzido primeiro no Novo Ka, um dos modelos mais baratos da montadora. Basicamente, o sistema usa o smartphone do motorista para fazer uma ligação automática para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em caso de acidente.

O dispositivo é acionado quando os airbags são inflados ou se há uma interrupção na bomba de combustível, o que pode ocorrer em colisões traseiras ou capotamentos. Ao ligar para o número 192 do Samu, primeiro uma gravação diz ao atendente da central de emergência que houve um acidente e depois informa as coordenadas de latitude e longitude exatas, usando a antena GPS do carro. Se o condutor ou os passageiros estiverem conscientes, eles poderão falar com o operador do Samu.

O sistema, que já é usado em quase 9 milhões de veículos em 46 mercados nos Estados Unidos e na Europa, deve ser expandido para toda a linha da Ford no Brasil no período de um ano, afirmou Oswaldo Ramos, gerente geral de marketing da companhia, durante um evento de apresentação realizado ontem (25) em São Paulo. A montadora reforçou o fato de o dispositivo estar sendo introduzido primeiro em um modelo de entrada, e não em um veículo de luxo, como sinal de disposição para democratizar o uso da tecnologia.

Tratada pela empresa como um item de conforto, não como um dispositivo de segurança, a "assistência de emergência" é uma das funcionalidades do sistema de conectividade SYNC, desenvolvido em parceira com a Microsoft e que já conta com mais de 14 milhões de usuários em todo o mundo. O sistema também permite que condutor use alguns aplicativos específicos do seu smartphone por meio do comando de voz no painel do carro.

"A tecnologia não tem o menor sentido se não for uma ferramenta de auxílio e tiver resultados práticos para as pessoas", disse o vice-presidente de assuntos corporativos da Ford Brasil, Rogelio Golfarb. A companhia não revelou quanto investiu no desenvolvimento da tecnologia.

Munido de uma série de pesquisas comportamentais realizadas por instituições públicas e consultorias privadas conceituadas, o gerente de marketing da Ford, Oswaldo Ramos, apontou que o Brasil já tem 41 milhões de usuários de smartphones e que, nos EUA, 48% dos motoristas admitem atender o telefone enquanto estão dirigindo. "O uso do smartphone no carro é uma realidade e representa um grande risco. Não temos como barrar esse uso, por isso é preciso adaptar a conectividade ao automóvel, dentro da nossa filosofia de ‘olhos na estrada e mãos na direção", afirmou.

Parceria
Para lançar a "assistência de emergência" a Ford buscou a parceria do Ministério da Saúde. A montadora testou o dispositivo e fez simulações em algumas unidades pré-selecionadas do Samu. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, que participou da apresentação em São Paulo, ressaltou a importância de tratar os acidentes de trânsito como um dos mais graves problemas de saúde pública no Brasil.

Segundo Chioro, em 2012, foram registradas 44.812 mortes em acidentes de trânsito no País. "Os números destacam o quanto precisamos, de maneira intersetorial, pensar as várias dimensões da política pública e privada para proteger a população e reduzir os acidentes."

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.