Polícia do Rio localiza 3º rapaz abordado por PMs | Brasil: Diario de Pernambuco
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Violência » Polícia do Rio localiza 3º rapaz abordado por PMs

Agência Estado

Publicação: 23/07/2014 21:24 Atualização:

A Polícia Civil do Rio localizou nesta quarta-feira (23) o adolescente de 16 anos que, junto com outros dois, foi levado pelos cabos da PM Fábio Magalhães Ferreira, de 35 anos, e Vinícius Lima Vieira, de 32, para o alto do morro do Sumaré, na zona norte do Rio, onde dois deles foram baleados e lançados para baixo.

Mateus Alves dos Santos, de 14 anos, foi encontrado morto no dia 17. Um amigo dele, de 15 anos, foi baleado nas costas e na perna mas sobreviveu. Fingiu estar morto e conseguiu ir para casa quando os policiais foram embora. O pai dele foi quem denunciou o caso à polícia.

O terceiro adolescente, localizado nesta quarta, trabalha como camelô num box da rua Uruguaiana, no centro do Rio, perto de onde os policiais prenderam os dois rapazes. O box pertence à mãe dele, mas uma tia também trabalha como ambulante nas imediações e é conhecida pelos PMs.

Enquanto era levado para o alto do morro com os outros dois, esse adolescente contou que era sobrinho dela e acabou libertado pelos policiais antes da chegada ao local onde teria ocorrido o crime.

Esse terceiro adolescente já prestou depoimento e deveria permanecer na Divisão de Homicídios até a manhã desta quinta-feira. Ele deve ser incluído em um programa de proteção de testemunhas.

Os dois PMs estão presos e já foram denunciados por homicídio. Em 19 de junho, quando conversou com a reportagem do Estado, o advogado deles, Marcelo Bruner, negou que seus clientes tenham matado o rapaz e afirmou que eles levaram os adolescentes ao morro do Sumaré porque era ali que os dois jovens afirmaram morar.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.