• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Copa do Mundo » Justiça de SP aceita denúncia do MP contra ativistas

AE

Publicação: 23/07/2014 13:32 Atualização:

A Justiça de São Paulo aceitou nesta segunda-feira, 21, a denúncia do Ministério Público contra o professor Rafael Lusvarghi e o técnico laboratorial Fábio Hideki Harano, presos desde junho por suspeita de coordenar ações violentas durante as manifestações contra a Copa do Mundo.

A defesa nega as acusações, mas ainda não se pronunciou sobre a decisão judicial.

A denúncia foi recebida pelo juiz Marcelo Matias Pereira, do Foro Criminal da Barra Funda. Lusvarghi e Harano vão responder por incitação ao crime, associação criminosa, resistência, desobediência e porte de arma de fogo de uso restrito.

Com o estudante, segundo a polícia, foram apreendidos uma máscara de gás e "artefatos incendiários". De acordo com policiais que testemunharam na denúncia, Lusvarghi foi visto depredando uma banca de jornal e, quando perseguido, teria tentado dispersar um coquetel molotov.

O processo contra os manifestantes aponta que a dupla já era investigada por terem sido filmados e fotografados "coordenando as manifestações" e que Harano "estava dando voz de comando para os demais envolvidos iniciarem os atos de vandalismo e arruaça".

Um delegado que foi incumbido de monitorar o ato "Todos contra a Copa", em que os jovens foram presos, os teria visto "conversando amistosamente, sendo que pelos gestos demonstravam ser conhecidos e íntimos".

O habeas corpus pedido para Harano foi rejeitado pela Justiça na segunda-feira, 21.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.