• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Direitos humanos » Prefeitura de SP aluga prédio para acolhida a imigrantes

AE

Publicação: 22/07/2014 10:17 Atualização:

Com capacidade para 120 pessoas, o primeiro Centro de Referência e Acolhida para o Imigrante (Crai) de São Paulo começa a funcionar em agosto, segundo Rogério Sottili, secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania. A Prefeitura vai pagar R$ 28 mil por mês pelo aluguel de um prédio na Rua Japurá, na Bela Vista, no centro.

O dinheiro veio de uma parceria com o Ministério da Justiça, que cedeu R$ 1,2 milhão. O convênio tem prazo de 18 meses e pode ser prorrogado. O imóvel com cerca de mil metros quadrados foi alugado do Serviço Franciscano de Solidariedade.

Segundo Sottili, a crise causada quando o Acre enviou centenas de refugiados haitianos para São Paulo, em abril, impulsionou a criação do centro. “Quando critiquei, dizendo que os haitianos estavam sendo despejados, provocou uma reação que criou a parceria.”

O Crai vai receber os haitianos que estão no abrigo emergencial para 150 pessoas no Glicério, também na região central. O contrato de aluguel vence no final do mês e a Prefeitura negocia a renovação. Além da acolhida, outros serviços serão oferecidos: orientações jurídica e trabalhista, atendimento psicossocial e curso de português.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.