• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Acidente » Explosão em fábrica de fogos de artifício em MG deixa quatro mortos

Agência Brasil

Publicação: 15/07/2014 18:04 Atualização:

Quatro funcionárias de uma fábrica de fogos de artifício em Santo Antônio do Monte, a cerca de 180 quilômetros de Belo Horizonte, morreram após uma explosão no local na manhã de hoje (15).  Um empregado atingido por estilhaços foi levado com ferimentos leves para uma unidade pública de saúde do município e está em observação.

A fábrica pertence à empresa Fogos Globo. Segundo a Polícia Militar, as vítimas trabalhavam em um barracão quando a explosão ocorreu. Elas terminavam de aprontar algumas bombas do tamanho de um batom, as chamadas bombas nº 4, que, após concluídas, seriam guardadas em uma caixa de plástico. Um princípio de incêndio cuja origem ainda é desconhecida se alastrou rapidamente, provocando a explosão.

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as causas do acidente e eventuais responsáveis. Peritos do Corpo de Bombeiros e do Exército e fiscais do Ministério Público do Trabalho (MPT) também estiveram no local. A responsabilidade por autorizar e fiscalizar atividades em que haja manuseio de pólvora compete ao Exército, que determinou a interdição da fábrica até que o acidente seja esclarecido.

Segundo o coordenador do Sindicato das Indústrias de Explosivos do Estado de Minas Gerais (Sindiemg), Américo Libério da Silva, o acidente foi uma “fatalidade”. “A empresa é sindicalizada, funciona há muitos anos, tem licença do Exército, da prefeitura, do Corpo de Bombeiros e de todos os outros órgãos responsáveis. Além disso, é fiscalizada constantemente, pois o posto de fiscalização do Exército fica a apenas 3 quilômetros de distância. Fora as frequentes visitas de fiscais do trabalho”, disse Silva.

Segundo o coordenador, o funcionário ferido, tão logo se recupere, será ouvido para ajudar a empresa a identificar a causa do acidente e rever procedimentos, se necessário.

De acordo com Silva, 179 fábricas de fogos de artifício e pólvora funcionam espalhadas pelas oito cidades que formam o chamado Polo Industrial Pirotécnico da região Centro-Oeste de Minas Gerais. Dessas, 47 estão instaladas em Santo Antônio do Monte. Silva garante que as empresas observam a todas as regras de segurança do setor e investem para garantir a segurança dos trabalhadores e da população, bem como na qualidade dos seus produtos. O último acidente com mortes ocorreu em setembro de 2013, em outra fábrica.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.