• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Segurança » Polícia testa banda larga exclusiva para facilitar decisões na final da Copa

Agência Brasil

Publicação: 12/07/2014 19:41 Atualização:

Para facilitar as decisões das forças de segurança na partida final da Copa, entre Argentina e Alemanha, neste domingo (13), no Estádio do Maracanã, a polícia do Rio de Janeiro começará a testar a banda larga 4G exclusiva. Sem qualquer custo para o estado, policiais no entorno do estádio vão transmitir informações e imagens para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), onde estarão reunidas as autoridades responsáveis pela segurança do Rio no Mundial. Dessa forma, aumentará a resolução das imagens que chegam ao centro, com rapidez na troca de informações, pois o policial não concorrerá com outros usuários de operadores comerciais no acesso à rede de transmissão.

Essa tecnologia vai ser testada durante 30 dias pela Superintendência de Comunicações Críticas da Secretaria de Segurança, podendo ser adquirida futuramente, e integra o projeto de segurança para os Jogos Olímpicos de 2016. Na final da Copa, no Maracanã, alguns policiais vão usar celulares que podem transmitir imagens em tempo real para o CICC, o que facilitará a tomada de decisão.

De acordo com o subsecretário de Comando e Controle da Secretaria de Segurança Pública, "a banda larga 4G permite a transmissão de voz e dados, inclusive vídeos. Tudo isso numa rede exclusiva para a segurança pública, o que nos dá uma completa segurança quanto à integridade das informações e disponibilidade da rede, facilitando a tomada de decisão”, explicou.

Também foi instalado no estádio outro avanço tecnológico, a rede digital de radiocomunicação para uso das forças de segurança e defesa social. Iniciativa inédita na história do estádio, que vem funcionando bem nesta Copa. O aparato tecnológico permite que forças como o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe), o Esquadrão Antibombas e os bombeiros atuem de forma mais integrada no interior do Maracanã, facilitando a comunicação com os centros integrados de Comando e Controle.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.