• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

São Paulo » Mulher é presa em ato contra exclusão de morador de rua

Agência Estado

Publicação: 11/07/2014 19:56 Atualização:

Uma mulher foi detida na tarde desta sexta-feira (11) por guardas civis por estar com pedras de crack e um maço de notas em sua bolsa durante uma manifestação em frente à Sala São Paulo no centro da capital paulista. A detenção ocorreu por volta das 17h45.

Minutos após o início da manifestação, que questiona a exclusão dos moradores de rua na preparação da Copa do Mundo, ela foi abordada por um grupo de guardas civis metropolitanos e, depois da revista, encaminhada ao 77ºDP (Santa Cecília).

O "Terceiro Rachão contra a repressão do povo de rua", organizado pelo Coletivo Autônomo dos Trabalhadores Sociais, reuniu um grupo de cerca de 30 pessoas, no final da tarde. Sob frio intenso, parte dos manifestantes utilizou garrafas para montar traves e jogar uma partida de futebol. Outros estenderam faixas com os dizeres "Povo de rua - primeiro eliminado da Copa". Há ainda um terceiro grupo de músicos, o Coro de Carcarás que fará apresentação de maracatu.

O ato também critica a prisão dos ativistas Fabio Hideki Harano e Rafael Lusvarghi, detidos em protesto contra o Mundial em junho. "Somos contra a retirada humana. Trata-se de uma limpeza social", afirmou o frei Agnus Hostian, da arquidiocese de São Paulo.

Segundo o religioso, que desenvolve trabalhos com os moradores de rua, a Copa foi pretexto para aprisionar estas pessoas. "Elas foram encurraladas e estão sendo vigiadas com câmeras", disse.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.