Pelo menos 15 pessoas são detidas por causa de confusões após derrota da Seleção | Brasil: Diario de Pernambuco
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Minas Gerais » Pelo menos 15 pessoas são detidas por causa de confusões após derrota da Seleção

Daniel Camargos -

Publicação: 09/07/2014 10:11 Atualização:

Policiais prenderam 10 pessoas e usaram bombas de efeito moral para dispersar a confusão que começou antes do fim da partida. Foto: Tulio Santos/EM/D.A. Press
Policiais prenderam 10 pessoas e usaram bombas de efeito moral para dispersar a confusão que começou antes do fim da partida. Foto: Tulio Santos/EM/D.A. Press

Pelo menos 15 pessoas foram detidas ontem na Savassi ontem. A derrota da Seleção Brasileira exaltou os ânimos e os problemas começaram ainda no primeiro tempo, quando o placar já estava 5 a 0 para os alemães. Um grupo de torcedores ateou fogo em uma bandeira brasileira. Policiais foram apagar e torcedores jogaram uma lata de cerveja, que acertou um PM. Os militares reagiram, usaram gás de pimenta e bombas de efeito moral para dispersar a multidão e conseguiram deter três torcedores.

Poucos minutos depois, quando a Alemanha vencia por 6 a 0, outra confusão. Um adulto, que parecia estar bêbado, foi preso por desacato a um policial militar. Algumas pessoas se revoltaram com a prisão e outras quatro, sendo três menores de 18 anos, foram detidas acusadas pelos policiais de jogarem pedras em direção aos militares e de usarem bombas no meio da multidão.

A tenente-coronel Cláudia Romualdo, responsável pelo policiamento da capital, não revelou o efetivo usado para a segurança na Savassi. Ela disse somente que foram escalados policiais para um público de 30 mil pessoas. Segundo a policial, no início do jogo haviam 25 mil pessoas, mas, quando o placar estava 3 a 0, grande parte começou a deixar a região. No intervalo da partida a estimativa da PM era de que haviam 15 mil pessoas na Savassi.

Após o fim da partida, militares do Batalhão Copa, equipados com capacetes, escudos e segurando cachorros se posicionaram em diversos quarteirões. A polícia prendeu outras duas pessoas por agressão. Um homem, que não teve o nome divulgado, teria agredido o dono de um bar porque não pôde usar o banheiro e outro foi preso por agredir um torcedor. Todos os presos foram levados para a Delegacia Adjunta do Juizado Especial Criminal. Mesmo com a confusão, os shows não foram cancelados. Logo apos o fim da partida, Lô Borges subiu ao palco e iniciou o show.

No fim da noite, mas confusão, desta vez no quarteirão da Rua Pernambuco, entre Tomé de Souza e a praça. Torcedores alemães que estavam no local não foram envolvidos na confusão. Pelo menos um jovem ficou ferido, depois que um grupo tentou tomar boné importado dele. Seguranças de restaurantes no quarteirão agiram com violência com um adolescente, que foi colocado para fora da área cercada, com chutes e socos nas costas. Não fosse a intervenção de policiais, o menor seria espancado por outros rapazes que tentavam entrar no espaço cercado. Outro jovem chegou a ser perseguido pelos seguranças, que queriam expulsá-lo do quarteirão. O jovem ferido no rosto foi encaminhado pelos PMs para atendimento médico. Ninguém foi preso.

Além das 15 prisões na Savassi, a PM abordou um ônibus na Avenida Amazonas, próximo ao Bairro Gameleira, na Região Oeste de BH. Cinco pessoas foram conduzidas por portar uma réplica de pistola, cinco explosivos e 10 buchas de maconha.

 

 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.