• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Apuração » Prefeitura de BH forma comitê para ajudar na investigação de queda de viaduto

Agência Brasil

Publicação: 03/07/2014 22:10 Atualização:

A prefeitura de Belo Horizonte convocou os envolvidos na obra do Viaduto Guararapes, que desabou hoje (3), para fazer um levantamento de todos os dados que envolvem o ocorrido, elaborar um diagnóstico das causas do acidente e definir as providências que serão tomadas, de acordo com nota divulgada nesta noite.

Foram convocados técnicos da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, da Defesa Civil, da Cowan, empresa responsável pelas obras, e da Consol, empresa responsável pelo projeto.

O grupo formará um comitê que irá acompanhar o trabalho de perícia e elaboração de laudo técnico por parte das autoridades competentes, "fornecendo inclusive todas as informações necessárias para o esclarecimento das causas deste lamentável acidente", informou a prefeitura.

A estrutura despencou na tarde desta quinta-feira e atingiu um micro-ônibus, um carro e dois caminhões. De acordo com a Secretaria de Saúde do estado, uma pessoa morreu e 21 estão feridas. A secretaria também considera uma segunda morte, presumida, do motorista do carro que foi esmagado. Segundo a prefeitura são 19 os feridos.

"A Prefeitura de Belo Horizonte lamenta profundamente o grave acidente ocorrido", diz a nota. Em entrevista coletiva, o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, decretou três dias de luto oficial na cidade pelas vítimas do desabamento.

O viaduto que ruiu estava em fase de acabamento e seria entregue no final do mês. No início de fevereiro, um viaduto do mesmo complexo de obras para instalação do sistema de transporte rápido por ônibus, o Montesi, teve que ser interditado devido a um problema estrutural – parte da obra se deslocou, lateralmente, cerca de 30 centímetros em relação à estrutura. O sistema de Bus Rapid Transport (BRT) faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana.

O Viaduto Guararapes passa sobre a Avenida Pedro I, uma das vias de acesso ao Aeroporto de Confins e ao Estádio Mineirão. O estádio fica a cerca de 4 quilômetros do local do acidente e é uma das sedes da Copa do Mundo.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.