• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Caso Eliza Samudio » Goleiro Bruno recebe primeira visita dos advogados na cadeia no Norte de Minas

Publicação: 27/06/2014 09:08 Atualização:

Advogados do Bruno: Francisco Simim, Wallace Simim e Tiago Leinoir. Foto: Luiz Ribeiro/EM/D.A. Press
Advogados do Bruno: Francisco Simim, Wallace Simim e Tiago Leinoir. Foto: Luiz Ribeiro/EM/D.A. Press

O goleiro Bruno Fernandes recebeu nesta quinta-feira, a primeira visita dos seus advogados Penitenciária de Segurança Máxima de Francisco Sá, no Norte de Minas. Preso desde julho de 2010 e condenado a 22 anos e três meses de reclusão pela morte da ex-amante Eliza Samúdio, ele foi transferido na última sexta-feira (20) da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana, para a unidade no Norte de Minas. De acordo com os advogados, Bruno está satisfeito na nova “casa” e com a transferência, está mais esperançoso de que vai conseguir o retorno aos gramados.

“O pleito dele é voltar a jogar futebol e também “voltar” na Seleção Brasileira”, afirmou o advogado Francisco Simim, um dos defensores de Bruno, que, já foi convocado para a Seleção Brasileira sub-20.

A mudança para o Norte de Minas faz parte da estratégia da defesa para que o ex-goleiro consiga autorização da Justiça para voltar aos campos. Em 28 de fevereiro deste ano, Bruno assinou um contrato com o Montes Claros Futebol Clube, equipe da segunda divisão do futebol mineiro. Ontem, o presidente do Montes Claros FC, Ville Mocelin, acompanhou os advogados na viagem Penitenciária de Francisco Sá (distante 60 quilômetros de Montes Claros). Mas, Vile ficou de fora da unidade e não viu o seu “contratado”, já que o goleiro, cumprindo uma norma padrão, vai permanecer em observação em pavilhão isolado durante 10 dias após a transferência. Nesse período o detento só pode receber visitas dos seus advogados.

Francisco Simim informou que nos próximos dias, assim que documentação do detento for encaminhada para a Comarca de Francisco Sá, a defesa vai entrar com um pedido de autorização para que Bruno possa sair durante o dia treinar no Montes Claros FC. Segundo especialistas, como está preso em regime fechado, o ex-atleta só poderia sair da cadeia para trabalhar a partir de 2019. Mas, os advogados sustentam que existe uma brecha na lei que permite o trabalho externo até mesmo para detentos que cumprem pena no regime fechado.

Simim disse que Bruno está “tão esperançoso” de que vai conseguir autorização para voltar aos gramados,que sonha mesmo em “disputar a próxima Copa do Mundo”. Ele também disse que já existem equipes interessadas em pagar a multa rescisória do contrato com o Montes Claros, no valor de R$ 2,8 milhões, para contarem Bruno quando ele for autorizado a voltar a jogar, mas alegou que não pode revelar nomes.

O advogado confirmou que nos próximos dias, vai entrar com um pedido de realização de exame de DNA para investigar se o seu cliente é mesmo o pai do filho de Eliza Samudio, Bruninho – hoje, o menino está com quatro anos.

Tiago Lenoir, outro advogado de Bruno, disse que o ex-goleiro elogiou a comida e o “tratamento adequado” que está recebendo na prisão em Francisco Sá. Também garantiu que o ex-goleiro “não tem nenhuma diferenciação” dos outros detentos da unidade de segurança máxima, que conta com cerca de 325 presos em celas individuais. Lenoir garantiu que Bruno não fez nenhuma reclamação das condições de isolamento da penitenciária, onde não é captado sinal de TV e também não sinal de telefonia celular. Para chegar até o local, distante 16 quilômetros da área urbana, é preciso percorrer 10 quilômetros de estrada de terra. Ainda segundo Lenoir, o ex-goleiro ocupa a maior parte do tempo com a leitura da bíblia. “A bíblia foi a única coisa que o Bruno levou da Penitenciaria Nelson Hungria para Francisco Sá. Hoje, ele tem uma vida muito dedicada a Deus”, afirmou. 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.