• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Protesto » Policiais militares são acionados para acompanhar protesto na Praça da Estação

Publicação: 22/06/2014 19:53 Atualização:

Foto: Jair Amaral/EM/DA Press
Foto: Jair Amaral/EM/DA Press
Um grande efetivo da Polícia Militar (PM) foi deslocado para a Praça da Estação, no Centro de Belo Horizonte, onde acontece um protesto desde o início da tarde deste domingo. Centenas de pessoas participam, desde as 12h, do evento “A Ocupação #7 – Futebol é do povo”. Marcado pelas redes sociais, a partida de futebol amador reúne um grupo que protesta contra a privatização do Mineirão e o que eles classificam como uma "elitização do esporte" durante a Copa do Mundo.

Por volta das 16h, 20 viaturas da se posicionaram na Praça da Estação. Os militares são do Batalhão Copa e do 1º Batalhão da PM. Em seguida, um ônibus com militares e outras sete viaturas chegaram. Até o momento, a situação no local é pacífica. Os manifestantes continuam jogando futebol, tocando música, pulando corda e conversando. A PM estima que 300 pessoas estão participando do ato, que é acompanhado por 150 militares.

O número de participantes do evento aumentou ao longo da tarde. Integrantes do Movimento de Luta dos Bairros, Vilas e Favelas promovem um bazar de roupas uasdas e vendem sanduíches. Além deles, a Associação Metropolitana dos Estudantes Secundaristas de Belo Horizonte (AMES-BH), Comitê Popular dos Atingidos pela Copa, Tarifa Zero, grupos anarquistas e o Brigadas Populares marcam presença na praça.

Um grupo de argentinos convidado pelos manifestantes acompanhou a manifestação por algum tempo, mas preferiu deixar o local por não ser contra a realização da Copa no Brasil. O fotógrafo Bruno Duarte, de 22 anos, disse que o ato deste domingo vai ser na praça, sem passeata pela cidade. Ele explica que o protesto é uma ocupação do espaço público, e também critica a presença massiva da PM.

PRESOS Sete pessoas foram detidas em abordagens da PM na Praça da Estação. No início da tarde, Vinícius Altair, de 23 anos, foi flagrado com um estilingue na bolsa ao sair do metrô. Ele foi levado para a Delegacia de Polícia Civil Noroeste.

Um homem identificado como Jailton Pereira dos Santos, de 40 anos, foi encontrado com uma faca de 20 centímetros, também em uma bolsa. Jailton tem passagem por homicídio e disse estar com a arma branca para se defender, pois está jurado de morte.

Segundo balanço dos militares, até as 19h, outras três pessoas foram presas com facas. Um homem e uma mulher também foram levados à Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan) 2 por porte de maconha.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.