• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Alternativa » Sem feriado, São Paulo recorre a ponto facultativo e prolongamento do rodízio na 2º

Agência O Globo

Publicação: 20/06/2014 15:30 Atualização:

Depois que não conseguiu aprovação da Câmara Municipal para dar feriado na segunda-feira, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), decidiu decretar ponto facultativo para os funcionários públicos municipais, ampliar o horário de restrição do rodízio de veículos e apelar para empresários pensarem em horários alternativos.

As medidas, descritas como "paliativas" pela Prefeitura, tem o objetivo de tentar evitar o excesso de trânsito registrado na última terça-feira, dia em que Brasil e México empataram pela Copa do Mundo. O índice de congestionamento chegou a 302 km durante a tarde.

A expectativa da Prefeitura é que o movimento de carros seja ainda mais intenso nesta segunda. Antes do jogo entre Brasil e Camarões, marcado para as 17h, Holanda e Chile jogam no Itaquerão às 13h. Por causa da partida, a Radial Leste, principal ligação da Zona Leste com o centro, será interditada na região de Artur Alvim.

Na tentativa de evitar os transtornos, carros com placas final 1 e 2 não poderão circular pela cidade entre 7h e 20h. O funcionamento das faixas exclusivas de ônibus também será ampliado para abranger o dia inteiro.

Ao longo do dia, a Prefeitura deve se reunir com representantes da indústria, comércio e serviços, para negociar a liberação dos funcionários de forma escalonada depois do horário do almoço.

A Prefeitura pretende fazer uma campanha informativa, dizendo à população que "evite deslocamentos desnecessários. Caso seja imprescindível percorrer longos trajetos, opte pelo transporte coletivo"; "Se usar o carro, ofereça carona quando for possível e evite a Radial Leste, que estará fechada de 7h às 17h a partir da Artur Alvim (direção bairro)" e "Se tiver viajado no feriado, programe a volta no domingo ou depois do jogo do Brasil na segunda."

Na quarta-feira, o prefeito Haddad convocou uma coletiva de imprensa para anunciar que tinha pedido aos vereadores a permissão para decretar feriado em dias de jogos do Brasil. Por falta de quórum, a Câmara Municipal não votou o projeto. Vereadores da oposição alegaram que a proposta poderia prejudicar o comércio e o setor produtivo da cidade.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.