• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Minas Gerais » Bandeiras e turistas invadem cidade de Ouro Preto Torcedores tingem a Praça Tiradentes com as cores de seus times e movimentam turismo

Estado de Minas

Publicação: 16/06/2014 10:32 Atualização:

Apesar da euforia, belgas não estão muito confiantes no desempenho de sua seleção. Foto: Euler Junior/EM/D.A. Press
Apesar da euforia, belgas não estão muito confiantes no desempenho de sua seleção. Foto: Euler Junior/EM/D.A. Press

Ouro Preto – Uma das principais cidades turísticas de Minas Gerais, começou a contabilizar sua parte nos R$ 64 bilhões que o governo federal espera de receita para o país com a Copa do Mundo. Desde quinta-feira, quando começou o torneio, a cidade registra grande número de turistas estrangeiros.

Ainda não foram apurados os dados iniciais oficiais, mas o aumento no fluxo de visitantes pode ser medido pelo crescimento no volume de serviço do servidor público municipal José Isabel Silva, responsável por um dos pontos de informação ao turista na Praça Tiradentes, Região Central de Ouro Preto. “De quinta-feira para cá, já abri três caixas de mapas com 480 unidades cada”, conta.

Segundo José, além dos monumentos históricos, os turistas procuram por outros programas, e pedem sugestões. “Aí falo das trilhas e das minas que podem ser visitadas”, diz. Conforme o servidor público, nos últimos dias tem aparecido grande número de russos, franceses, ingleses e colombianos cuja seleção jogou em Belo Horizonte contra a Grécia no sábado.

Ontem, no entanto, foi a vez de os belgas aparecerem em Ouro Preto. A seleção do país joga em Belo Horizonte amanhã, contra a Argélia. Com outros sete colegas, o analista de negócios Kenneth Gevart, de 28 anos, foi conhecer a cidade antes de viajar à capital para acompanhar a partida. “Pegamos informações sobre Ouro Preto pela internet. Acho que o mais interessante aqui é a arquitetura”, afirma. O grupo já esteve em Campo Grande, Bonito e, depois de Belo Horizonte, irá ainda para o Rio de Janeiro. Porém, voltarão para a Bélgica antes das fases finais da Copa do Mundo. “Não acho que a nossa seleção irá muito adiante”, diz.

Comércio - O dono de um restaurante no Centro de Ouro Preto, Antonio Norberto Rosa, afirma que o movimento em seu estabelecimento aumentou a partir do sábado. "Disseram que veríamos os resultados da Copa no Brasil um ano antes. Demorou mais que isso, mas espero que continue do jeito que agora está".

A feira de artesanato em frente à Igreja de São Francisco de Assis também vai ficando com parte do que os turistas estrangeiros reservaram para a viagem ao Brasil. Três colombianos, que no sábado acompanharam a vitória da seleção do seu país contra a Grécia, em Belo Horizonte, gastaram juntos R$ 350 em peças em pedra-sabão. “Ouro Preto é uma das cidades mais bonitas do Brasil”, diz o professor de química César Sierra, de 40, um dos integrantes do grupo.

Aos 66 anos, boa parte trabalhando como tradutor em Ouro Preto, José do Carmo Fernandes, pondera sobre o aumento dos turistas na cidade por causa da Copa. “Não é o pessoal que vem para ficar. Aproveita que está por aí e dá uma esticada”, avalia. Segundo o tradutor, essa forma de turismo pode, até o final do campeonato, não representar aumento considerável no faturamento do setor. O palpite do experiente tradutor pode até se confirmar. Mas se os próximos torcedores que forem a Ouro Preto se comportarem como os belgas nas cidades ontem, o que não vai faltar é alegria.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.