• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mundial de futebol » Protestos contra Copa tem 18 detidos; argentinos levam spray de pimenta

AFP - Agence France-Presse

Publicação: 14/06/2014 22:13 Atualização:

Protestos contra a Copa do Mundo em Belo Horizonte e Fortaleza tiveram pelo menos 18 detidos, enquanto no Rio de Janeiro a polícia dispersou torcedores argentinos com spray de pimenta.

O protesto em Belo Horizonte, onde neste sábado se enfrentaram Colômbia e Grécia, com a vitória de 3 a 0 dos sul-americanos, teve 15 pessoas detidas com coquetéis molotov, facas, garrafas de vinagre e máscaras, de acordo com fontes policiais.

O grupo de cerca de 200 pessoas queria chegar do centro da cidade até o Mineirão, onde era disputada a partida, mas a polícia o impediu, bloqueando as vias de acesso ao estádio.

Não foram registrados confrontos.

Também em Belo Horizonte a polícia deteve cinco peruanos e um colombiano que estavam roubando nas imediações do estádio.

Em Fortaleza, onde o Uruguai foi derrotado por 3 a 1 pela Costa Rica, cerca de cem manifestantes se aproximaram do estádio Castelão, em um protesto que terminou de forma pacífica, mas com três detidos.

Invasão de argentinos

No Rio, cerca de mil argentinos fizeram a festa em Copacabana um dia antes da estreia de sua seleção contra a Bósnia Herzegovina no Maracanã.

A euforia dos torcedores alvicelestes acabou causando a interrupção do trânsito na Avenida Atlântica. A multidão foi dispersada pela polícia com spray de pimenta.

A confusão não estragou a festa e os 'hermanos' em Copacabana receberam até a "benção" de um homem fantasiado de papa Francisco.

O falso Papa saudava a multidão de um carro com uma réplica do troféu do Mundial nas mãos.

Os argentinos ainda provocaram os brasileiros, gritando que "Maradona é melhor do que Pelé!".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.