• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Segurança » Operação Copa Segura prende nove suspeitos de homicídios em Minas Gerais

Estado de Minas

Publicação: 06/06/2014 16:20 Atualização: 06/06/2014 16:25

Nove homens foram presos na manhã desta sexta-feira pela Polícia Civil, por meio do Departamento de Investigação e de Proteção à pessoa (DHPP), durante a operação denominada "Copa Segura". De acordo com a polícia, o objetivo da ação era cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão por homicídio e tráfico de drogas. Estiveram presentes 10 delegados e mais de 70 investigadores. Cinco criminosos ainda estão foragidos.

Todos os suspeitos tem envolvimento com ao menos um dos cinco homicídios registrados em Santa Luzia, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O primeiro crime apresentado nesta manhã foi a morte de Ormano Trajano dos Santos, 31 anos. Ele foi morto no dia 19 de abril deste ano, no Bairro Londrina, por Alisson Martins Costa, vulgo "Ratinho", e João Marcos Fonseca, 20, conhecido como "Zoinho". De acordo com o delegado responsável pela investigação, Christiano Xavier, o irmão mais velho de Alisson, Rodrigo Martins Costa, o "Ratão", participou da morte Ormano, assim como Leandro Henrique Silva, conhecido dos criminosos. As investiagações apontaram que os quatro presos atuam no tráfico de drogas de Santa Luzia, e que a vítima havia se desentendido com o grupo por motivos fúteis.

Pelo segundo crime, registrado no dia 24 de abril, que resultou na morte de Carlos Eduardo, 25 anos, foram detidos Rodolfo Lúcio dos Santos, 22, Paulo Henrique de Sá, 24, e Oelker Ferreira de Menezes. Carlos havia contado para conhecidos que os suspeitos teriam se envolvido em roubos no mês anterior. Um adolescente que participou do crime foi morto em maio. Existe a suspeita de que ele apontou os responsáveis pela morte de Carlos. Pela morte do adolescente foram presos, Patrick Junio Gomes, 20 anos, e Igor Fernandes, 28. Ainda está foragido Bruno Roberto dos Santos, Tuté, 34 anos.

Outro crime investigado foi a morte de Jarbas de Oliveira, 27 anos, que foi assassinado no dia 12 de junho do ano passado. Foi preso Glauber Alves Muniz, o "Glaubinho", outro suspeito pelo crime, Alberto Guimarães de Oliveira, foi morto cinco meses depois. O delegado informou que Glauber e Jarbas se desentenderam devido a um relacionamento com uma ex namorada de Jarbas. Existe a suspeita de que os dois fazem parte de uma gangue e são investigadores por outros oito homicídios.

Os nove presos foram apresentados nesta manhã no Departamento de Homicídios, localizado no Bairro São Cristóvão. 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.