• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Transporte público » População de São Luís tenta voltar à rotina com a circulação de 70% da frota de ônibus

O Imparcial

Publicação: 04/06/2014 10:57 Atualização:

Foto: Gilson Teixeira/OIMP/D.A. Press
Foto: Gilson Teixeira/OIMP/D.A. Press

Depois de oito dias sem ônibus nas ruas de São Luís, a população voltou a dispor do serviço na manhã deste quarta-feira (4). Com a decisão tomada pelos rodoviários nesta terça-feira (3), 70% da frota de veículos voltou a circular na capital.

Neste primeiro dia de retorno dos coletivos às ruas, os usuários que utilizam o serviço de transporte público para chegar ao trabalho, escola, ou outros destinos, tentaram voltar à rotina. Nas paradas, tudo parecia estar se normalizando, sem o corre-corre comum dos últimos oito dias, quando mototáxi, vans, táxi-lotação, eram a alternativa e, mesmo assim, conseguir um desses era difícil.
 
Mesmo com a circulação de 70% da frota, a greve dos rodoviários continua e completa, hoje, 14 dias.

Retorno dos 70%

O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Maranhão (Sttrema) decidiu interromper a paralisação de 100% da frota de ônibus em São Luís, mas não a greve da categoria. A decisão foi tomada durante assembleia da categoria realizada na tarde desta terça-feira (3), na sede do sindicato, no Centro.

Desta forma, 70% da frota real composta por cerca de 806 veículos do transporte público de São Luís, ou seja, 564 ônibus estão disponíveis a população a partir desta quarta-feira (4), segundo explicou o presidente dos rodoviários, Gilson Coimbra.

Greve
A greve dos rodoviários foi iniciada no dia 22 de maio, após uma série de reuniões entre os Sindicatos dos Rodoviários e das Empresas de Transporte (SET). Apesar da mediação do Ministério Público do Trabalho (MPT-MA), não houve consenso sobre o percentual de reajuste solicitado pelos trabalhadores.

Os rodoviários reivindicam 9% de reajuste salarial (proposta anterior de 16% foi reduzida), reajuste do vale-alimentação mensal de R$ 500, inclusão de um dependente no plano de saúde, além da implantação de plano odontológico. O SET afirma não ter condições de ceder qualquer aumento, e atribuiu a resolução do caso à Prefeitura de São Luís.

No dia 27, os rodoviários decidiram retirar 100% da frota de ônibus das ruas. Mesmo após decreto do TRT-MA, que considera a greve ilegal, a categoria continua com todos os ônibus nas garagens. A decisão do TRT determina a substituição temporária dos motoristas, cobradores e fiscais que estejam em greve, sob pena de multa diária de R$ 100 mil, em caso de descumprimento.

 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.