• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mobilidade urbana » BH recebe 10 novas estações para aluguel de bicicleta Dos pontos, quatro serão instalados em praças da cidade e outros seis na região da Pampulha

Estado de Minas

Publicação: 04/06/2014 10:30 Atualização:

Quatro praças do Centro de Belo Horizonte e seis pontos da Lagoa da Pampulha vão receber estações para aluguel de bicicletas que integram a rede de uso compartilhado em Belo Horizonte. Previstas para começar a funcionar até o dia 12, antes da Copa do Mundo, as bikes poderão ser retiradas e devolvidas nas praças Afonso Arinos, da Estação, Liberdade e Raul Soares, no Hipercentro. Na Pampulha, ficarão no Parque Ecológico Promotor Francisco Lins do Rego, Marco Zero, mirantes do Sabiá e Bem Te Vi, zoológico e Rua Versília, nas imediações da Praça dos Esportes. As bicicletas devem servir para trajetos curtos e complementação de viagens do transporte público.

Os pontos foram apresentados ao Estado de Minas por ciclistas que participaram de oficinas nos últimos dias com a Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e a Sertel, empresa vencedora da licitação para instalar, manter e operar a rede. Cada um dos 10 pontos terá 10 bicicletas e, quando todas as 30 estações previstas inicialmente no contrato estiverem prontas, a população contará com 300 bikes. Para usar uma das primeiras magrelas das duas microredes iniciais, será preciso desembolsar R$ 3 a diária; R$ 9 para uso mensal, e R$ 60 para o plano anual. A compra é feita com cartão de crédito e o interessado deve preencher um cadastro no site que será divulgado pela Sertel.

A proposta da BHTrans é que as estações estejam próximas a polos comerciais, de serviços e de equipamentos de lazer e estejam a uma distância média de 500 metros. Mas, sobretudo, que permita a interligação das ciclovias com outros meios de transporte público. Para o bancário Vinícius Mundin, que é ciclista e membro de diversos grupos que discutem a implantação de ciclovias em BH, a estreia do sistema de aluguel de bicicletas em BH poderia causar uma melhor impressão. “Os pontos são bons, mas não estão cumprindo com a proposta do edital, que é de integrar a bicicleta com outros modais ou de fazer trajetos mais curtos”, afirma Vinícius.

Distância

Ele se refere aos pontos escolhidos na Pampulha, que estão distantes do metrô ou da estação do BRT/Move. No Centro, ele chama atenção para a distância entre as estações. “Se a pessoa vai da Praça Raul Soares à da Liberdade e não encontra vaga nesta última, terá de seguir até a Praça Afonso Arinos para entregar a bike, o que é uma distância considerável e deixa uma má impressão logo no início da implantação.” Segundo ele, todas as 10 estações iniciais deveriam ter sido planejadas para a Região Central para que pelo menos uma pequena rede fosse criada de imediato.

Integrante da Associação dos Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte (BH em Ciclo), Guilherme Tampieri critica a forma de implantação. Participamos de oficinas, mas está sendo diferente daquilo que sugerimos nos encontros”, disse. De acordo com BHTrans, todo o plano de instalação dos terminais de aluguel de bicicletas será apresentado à imprensa nos próximos dias.

 

 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.