• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Estimativa » Rodoviária do Rio receberá cerca de 1,5 milhão de passageiros durante a Copa

Publicação: 03/06/2014 14:53 Atualização:

Mais de 1,5 milhão de pessoas devem passar pela Rodoviária do Rio de Janeiro durante a Copa do Mundo, segundo a concessionária do terminal Novo Rio. A previsão é de que haja aumento de 40% na quantidade de turistas estrangeiros. Para reforçar a segurança neste período, foi lançada hoje (3) uma ação conjunta entre a concessionária e o governo do estado com aumento no efetivo de policiais do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas e vigilantes na fiscalização interna do terminal. Além disso está sendo feita uma campanha de esclarecimento sobre os riscos de aliciamentos do transporte irregular.

Funcionários localizados nas áreas de embarque e desembarque inferiores estão distribuindo folhetos em português, inglês, francês e espanhol sobre os riscos dos táxis não credenciados pela prefeitura. Os visitantes são orientados a não aceitar ofertas de táxi nas calçadas fora do terminal rodoviário. O folheto também orienta o turista a denunciar qualquer problema com cobrança ou atendimento pelo telefone 1746, da ouvidoria da prefeitura.

Um grupo de chilenos a caminho de Búzios, região dos Lagos, elogiou a iniciativa e o fato de os atendentes falarem o idioma espanhol. "Chegamos pelo aeroporto e lá ninguém falava espanhol nem tinha material informativo, tivemos que comprar um mapa, mas aqui encontramos tudo isso", comentou a estudante Gabriela Madariaga.

Foram instaladas comunicação visual trilíngue em todo terminal. O novo setor de desembarque inferior será inaugurado no dia 8 de junho e terá novas lojas e serviços de alimentação, sanitários reformados e acessíveis e com fraldário.

O empresário Delci Lopes, que veio de Minas Gerais a trabalho, disse ter ficado impressionado com as mudanças no local. "Melhorou 100%. Essa rodoviária era bem ruizinha, Quando cheguei ontem achei que estivesse em um aeroporto", brincou ele. "Antes era muito difícil achar os terminais de bilhetes, agora, com as placas achei a cabine rapidamente e deu tempo até de tomar um sorvete antes de embarcar", contou.

Há dois dias no Rio, o estudante australiano Elliot Hurst que estava indo a Paraty, Costa Verde fluminense, era um dos turistas desavisados. Ele não sabia onde comprar a passagem nem da existência de táxis ilegais. "Já peguei táxi e não tive problemas", disse ele que afirmou não estar preocupado com a segurança na cidade.

Apesar dos novos guichês de táxis credenciados que já operam dentro do salão de embarque, passageiros reclamaram da distância, de cerca de 100 metros, que tinham que percorrer do terminal ao ponto de táxi, já que o embarque está proibido na entrada da rodoviária devido a obras na região.

De muletas, o aposentado Deci Gomes, 70 anos, queixou-se do trajeto que inclui saída e entrada de ônibus sem sinalização adequada. "É um absurdo. Quando chove está na chuva e quando está sol é um sofrimento. Eles precisam resolver isso", disse.

A aposentada Maria Fortunato, 75 anos, precisou de ajuda para carregar a mala até o ponto. "Muito ruim esse trajeto, principalmente, para uma pessoa nessa idade que nem eu e sozinha", comentou.

O taxista da cooperativa que opera na rodoviária, Hiogame Santos explicou que, sobretudo em dias de chuva, muitos passageiros preferem pegar táxis piratas que param irregularmente na porta da rodoviária. "Muitos reclamam com a gente, mas damos o telefone da prefeitura 1746 que é a responsável pela proibição do embarque na porta da rodoviária", comentou ele.

De acordo com a prefeitura, a localização do ponto oficial da cooperativa é provisória, devido às obras do Porto Maravilha, com previsão de término para 2016.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.