• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Paralisação » Professores municipais de SP decidem manter greve

Agência Brasil

Publicação: 27/05/2014 20:18 Atualização:

Depois de mais de um mês de greve no ensino municipal de São Paulo, professores e representantes da prefeitura não chegaram hoje (27) a um acordo, em reunião realizada na sede do Executivo local. Em assembleia feita logo depois do encontro, os professores decidiram manter a paralisação iniciada em 23 de abril.

Segundo o Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal (Simpeem), os profissionais reivindicam a incorporação de um bônus complementar ao salário, valorização profissional e melhorias nas condições de trabalho. Eles também pedem que os profissionais em greve não sejam punidos com o corte na folha de ponto.

Mais cedo, em torno de sete mil professores, segundo a Polícia Militar, fizeram passeata pelas ruas do centro da capital paulista. Depois de se concentrarem no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), os professores decidiram, mesmo com a chuva, deslocarem-se pela Rua da Consolação em direção à prefeitura, onde fizeram a assembleia.

A manifestação interditou quatro das oito faixas da Avenida Paulista e interrompeu o trânsito de um dos lados da Rua da Consolação. A adesão à greve, segundo o sindicato, é de 30% a 40% da categoria.

Procurada, a prefeitura ainda não se manifestou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.