• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

São Paulo » Polícia identifica suspeitos de matar professor

Agência Estado

Publicação: 26/05/2014 12:13 Atualização:

A Polícia Civil identificou a dupla responsável pelo assassinato do professor Gomides Vaz de Lima Neto durante um assalto em abril deste ano na Vila Mariana, zona sul da capital.

De acordo com o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Wallace Novak Rodrigues, de 18 anos, já estava preso desde o dia 23 de abril por outro crime cometido na zona leste da cidade. Ele confessou a participação no roubo seguido da morte do professor e foi indiciado na última quarta-feira, 21. O outro suspeito identificado é Walber da Silva de Farias, de 19 anos, que teve a prisão decretada, mas continua foragido.

O professor de 46 anos morreu depois de ser baleado em um assalto cometido pela dupla em frente ao supermercado Pão de Açúcar, na Rua Abílio Soares, por volta das 22h30 do dia 8 de abril. A vítima aguardava dentro de um Golf branco a namorada que fazia compras, quando os criminosos anunciaram o assalto e, em seguida, atiraram no professor.

Ele chegou a receber os primeiros socorros no local e foi encaminhado ao Pronto-Socorro Vergueiro, mas não resistiu aos ferimentos. A dupla levou o carro e os pertences do casal, como bolsa e celulares, e o veículo foi encontrado dois dias depois no Glicério, região central.

Segundo o Deic, durante 20 dias, os policiais realizaram ações para deter os acusados e chegaram a fazer diligências na casa de Farias, onde encontraram munições calibre.380.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, outros crimes de roubo envolvendo a dupla poderão ser esclarecidos a partir da identificação destes criminosos. Walber da Silva de Farias, de 19 anos, continua sendo procurado.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.