• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro » Em menos de uma semana, dois PMs da UPP da Cidade de Deus são feridos

Agência Brasil

Publicação: 26/05/2014 11:08 Atualização:

Um policial militar da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus, na zona oeste do Rio, foi baleado por criminosos  que atiraram na noite de ontem (25) contra a sede da unidade, instalada na Rua Edgar Werneck. Este é o segundo militar da UPP da Cidade de Deus baleado em menos de uma semana.

O cabo Vinícius Salles de Oliveira sofreu fratura no antebraço esquerdo e passou por cirurgia. Ele foi atendido inicialmente na Unidade de Pronto-Atendimento  (UPA) da Cidade de Deus e, depois, transferido para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. De acordo com a polícia, quatro homens armados com fuzis, que estavam em um Peugeot cinza, dispararam contra a base da UPP.

Em nota, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, informou que, nesta manhã, o militar foi transferido para o Hospital Central da Polícia Militar, onde permanece em observação.

O policiamento na região continua reforçado com agentes de outras UPPs e do Grupamento de Intervenções Táticas das UPPs. Neste momento, a polícia faz uma operação em busca dos criminosos.

Na última terça-feira (20), agentes da UPP da Cidade de Deus  trocaram tiros com homens armados na localidade conhecida como Caratê, por volta das 22h30, quando um suspeito atirou contra os policiais que se aproximavam. Os militares reagiram e um dos policiais foi atingido na perna. Ele foi levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, medicado e ficou em observação. Um agente que auxiliava o transporte do colega ferido, sofreu uma luxação no cotovelo. Ele também foi atendido no hospital e liberado logo em seguida.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.