• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Segurança pública » Confronto no Rio termina com quatro pessoas presas e um PM ferido

Agência Estado

Publicação: 20/05/2014 11:17 Atualização:

Quatro homens foram presos e dois conseguiram fugir depois de perseguição e troca de tiros no final da noite de ontem (19) na Avenida Brasil, próximo ao Irajá, subúrbio do Rio. Policiais militares desconfiaram de um voyage, que deixava a favela de Aacari. Eles tentaram abordar o veículo, quando começou um tiroteio que resultou em dois feridos, sendo um deles policial militar. Os criminosos atiraram uma  granada na direção dos PMs e, na fuga, os criminosos tentaram invadir um conjunto habitacional e se refugiar numa creche, causando pânico nos moradores do condomínio.

Um policial – que não teve o nome divulgado – recebeu tiros no braço, na boca e na perna. Um quarto tiro ficou alojado no colete à prova de balas, próximo ao peito. Um taxista que tinha ido buscar o neto numa festinha ficou preso no meio do tiroteio e teve o carro atingido por dois disparos. O próprio taxista colocou o militar ferido no carro e o encaminhou ao Hospital Federal de Bonsucesso.

Na Avenida Brasil, os ocupantes do voyage abandonarm o carro e tentaram se esconder nos apartamentos do Conjunto Residencial da Avenida Brasil, no Irajá, mas ninguém abriu a porta. Eles acabaram presos após um cerco policial no condomínio. Três deles têm passagem pela polícia. No meio da confusão, dois bandidos conseguiram escapar.

Segundo o 41º BPM (Irajá), foram apreendidas uma pistola automática e uma granada. O policial ferido foi socorrido no Hospital Federal de Bonsucesso e depois transferido para o Hospital Central da Polícia Militar. Ele foi atingido por três tiros e passou por uma cirurgia. O estado de saúde dele é estável.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.