• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janerio » Ouvidoria itinerante das UPPs atende em comunidade pacificada do Rio

Agência Brasil

Publicação: 19/05/2014 18:30 Atualização:

A ouvidoria itinerante Paz com Voz, da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) da Polícia Militar do Rio de Janeiro, começou a atender nesta segunda-feira (19) aos moradores da favela da Rocinha, na zona sul da capital fluminense. Em duas semanas, desde que foi criado, o serviço móvel já ouviu 118 pessoas do Morro da Mangueira, na zona norte da cidade, e da Cidade de Deus, bairro na zona oeste, onde foi lançado no último dia 5.

Criado para receber reclamações, denúncias, elogios e sugestões da população local, a ouvidoria móvel foi criada para estreitar as relações entre as comunidades pacificadas e as UPPs. De acordo com a ouvidora-geral da Paz com Voz, tenente Tatiana Lima, até o momento, o balanço do serviço é bastante positivo.

“A princípio, esses dados não podem ser divulgados, até mesmo por questão de segurança, mas com certeza posso adiantar que, até agora, o balanço é bastante positivo. O Paz com Voz está a divulgar a existência de uma ouvidoria, que é um canal de ligação entre a sociedade e a Polícia Militar, em específico as UPPs (unidades de Polícia Pacificadora)”, disse Tatiana.

Nesta semana, a ouvidoria foi instalada em frente à Escola de Samba Acadêmicos da Rocinha. A equipe de ouvidores é formada por 20 militares que foram treinados pela Associação Brasileira de Ouvidores. Segundo a ouvidora-geral, toda crítica ou sugestão é transformada em documento para ser avaliada.

“Por exemplo, no caso de um elogio, encaminhamos para a assessoria de comunicação social, que vai providenciar um elogio para o policial, para a área de atuação. No caso de uma denúncia, encaminhamos para o órgão verificar se a informação procede, indo até o local se necessário, para depois se tomar as medidas necessárias”, explicou a tenente.

Na semana que vem, o Paz com Voz estará nas comunidades Fallet e Fogueteiro, no Rio Comprido, zona norte do Rio, que também são atendidas por uma UPP.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.