• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Marco Regulatório » Lula volta a defender marco regulatório para imprensa

Agência Estado

Publicação: 16/05/2014 22:03 Atualização:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a falar pela aprovação de um marco regulatório para os meios de comunicação. Em palestra do Encontro de Blogueiros, em São Paulo, Lula disse que o debate sobre o tema está "amadurecendo" e que colocará a discussão em todo evento público do qual participar daqui para frente.

Lula leu um texto que citou medidas de regulação do setor na Inglaterra, nos Estados Unidos, na Argentina e em Portugal, dentre outros. "Para não dizerem que sou socialista, citei apenas países que são símbolos da democracia ocidental. Então que não venham dizer que isso (proposta de regulação) é censura." E citou a canção: "Liberdade, liberdade abre as asas sobre nós".

No início da sua fala, Lula criticou, em tom irônico, a atuação da imprensa. "A imprensa só me trata bem", disse. Mas defendeu que a regulação seria importante para manter o equilíbrio no tratamento de informações.

Lula disse se solidarizar com os blogueiros presentes e se desculpou por tê-los colocado em uma situação em que foram criticados na mídia. No início de abril, o ex-presidente realizou um bate-papo com grupo de blogueiros que, à época, chegaram a ser chamados de "blogueiros sujos". Lula aproveitou para alfinetar o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB): "Aqui em São Paulo ser chamado de blogueiro sujo é culpa do Alckmin porque o Cantareira secou".

Em outra fala simpática aos blogueiros, Lula elogiou a "boa pressão, a pressão democrática" que eles fizeram pela aprovação do Marco Civil da Internet - importante plataforma eleitoral para Dilma Rousseff.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.